Goldman Sachs investe US$ 200 mi na francesa Voodoo

Fabricante de videogames pretende acelerar seu crescimento global

O fundo de private equity do Goldman Sachs investiu cerca de US$ 200 milhões na fabricante francesa de videogames Voodoo para acelerar o crescimento global, disse uma fonte com conhecimento do assunto.

LEIA MAIS: Goldman Sachs e Apple vão lançar cartão de crédito

A empresa fundada em 2013 pretende mais do que dobrar sua equipe, para 150 pessoas, até o final do ano, contratando engenheiros e gerentes de computadores para desenvolver novas ferramentas de mensagens e fazer melhor uso dos dados coletados.

A indústria de videogames atingiu US$ 100 bilhões em receita mundial no ano passado, informou a empresa de pesquisa de mercado DFC Intelligence.

O maior uso de smartphones, combinado com o aumento do acesso à internet móvel de alta velocidade, está aumentando a demanda por videogames móveis.

Os jogos gratuitos da Voodoo estão entre os mais baixados mundialmente pelos usuários de smartphones por meio da App Store, da Apple, e do Google Play, do Google. A empresa tem cerca de 150 milhões de usuários regulares por mês e seus jogos foram baixados cerca de 300 milhões de vezes em 2017.

Os termos do acordo com o fundo do Goldman Sachs, o West Street Capital Partners, não foram divulgados. Mas os dois cofundadores da Voodoo, Alexandre Yazdi e Laurent Ritter, vão manter o controle da maioria das ações, segundo comunicado.

LEIA MAIS: Brasileira, “Uber” dos caminhões faz sucesso e atrai investidores como Qualcomm Ventures e Goldman Sachs

“É uma mudança de escala para nós”, disse Yazdi à Reuters. “O desafio agora é atrair engenheiros e gerentes de produto com habilidades artísticas e sensibilidade.”

A empresa, que emprega pessoas apenas na França, pode formar equipes de vendas nos Estados Unidos dentro de dois anos para trabalhar mais estreitamente com a Apple e o Google, que oferecem ferramentas de publicidade e distribuição, disse Yazdi.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).