JBS e BRF são autorizadas a exportar para Coreia do Sul

Previsão é que o país importe 30 mil toneladas de carne suína por ano

As fábricas da JBS na cidade de Seara e da BRF em Campos Novos estão entre os quatro frigoríficos catarinenses autorizados a exportar carne suína para a Coreia do Sul, de acordo com nota do governo de Santa Catarina.

LEIA MAIS: BRF é autorizada a exportar carne suína para Coreia do Sul

Na véspera (17), o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, anunciou que o país abriu seu mercado à carne suína do Brasil inicialmente para quatro estabelecimentos de Santa Catarina, afirmando que a expectativa é de que, em breve, outros estabelecimentos possam ser habilitados.

A previsão é de que o mercado sul-coreano deva importar mais de 30 mil toneladas do produto brasileiro ao ano, de acordo com avaliação do setor citada em nota do Ministério ontem.

Santa Catarina é o único Estado brasileiro considerado livre de febre aftosa sem vacinação, o que garante ao Estado a primazia de iniciar as vendas à Coreia do Sul, terceiro maior importador mundial de carne suína, atrás apenas do Japão e da China.

Também foram autorizados a exportar frigoríficos da Aurora Alimentos e da Pamplona Alimentos (Presidente Getúlio), segundo o governo catarinense.

A Coreia do Sul é um dos mercados mais almejados pelos exportadores, pelo preço que paga pela carne, e as negociações com o país foram iniciadas em setembro de 2016, durante a visita do ministro. As conversas prosseguiram em fevereiro e missões técnicas coreanas foram enviadas ao Brasil para habilitação dos frigoríficos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).