Latam ainda avalia criação de companhia aérea de baixo custo, diz jornal

Divulgação
O presidente do conselho de administração da Latam, Ignacio Cueto, reconheceu em entrevista ao jornal El Mercurio que a empresa começou o processo para obter um certificado de operador aéreo perante as autoridades chilenas

A Latam, maior companhia de transporte aéreo da América Latina, ainda não decidiu se vai lançar uma empresa de baixo custo, embora avance em procedimentos legais para o eventual empreendimento, disse o chairman do grupo neste domingo a um jornal chileno.

LEIA MAIS: Companhias aéreas do Marrocos têm interesse em mais aeronaves da Embraer

O presidente do conselho de administração da Latam, Ignacio Cueto, reconheceu em entrevista ao jornal El Mercurio que a empresa começou o processo para obter um certificado de operador aéreo perante as autoridades chilenas, como havia sido relatado em abril.

“Ter o certificado permite que o amanhã seja mais rápido, caso a decisão seja tomada”, disse ele.

“Se amanhã definirmos que é necessário criar uma nova companhia aérea, talvez seja irresponsável não ter avançado”, acrescentou.

Cueto explicou que a decisão de avançar em uma marca diferente é porque “não queremos que a Latam seja afetada por elementos de baixo custo”.

VEJA TAMBÉM: Amazon negocia entregas via Azul Linhas Aéreas

No entanto, ele disse que até o final do ano avançará na incorporação de alguns elementos do segmento “low cost” nos voos internacionais, como já foi feito nas rotas domésticas, e indicou que deveria ocorrer em países onde atuam mais, como o Brasil, Argentina e Peru.

O grupo, com sede em Santiago, possui unidades operacionais na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).