Monsanto diz que CEO deixará cargo após acordo com Bayer

Getty Images
Hugh Grant deixará a presidência executiva da Monsanto depois que a empresa de sementes concluir um acordo para ser adquirida pela Bayer

A Monsanto disse hoje (7) que o presidente-executivo da companhia, Hugh Grant, deixará o cargo depois que a empresa de sementes concluir um acordo para ser adquirida pela Bayer.

LEIA MAIS: Bayer recebe aval da UE para compra da Monsanto por US$ 62,5 bi

O conglomerado alemão está se preparando para fechar sua aquisição de US$ 62,5 bilhões da Monsanto neste trimestre, em um acordo que dará a ela o controle de mais de 25% do mercado mundial de sementes e agroquímicos.

Grant, um veterano da companhia, assumiu o cargo de CEO em 2003. Junto com ele, outros importantes executivos, incluindo o diretor financeiro, Pierre Courduroux, e o diretor de tecnologia, Robert Fraley, também sairão da empresa depois do fechamento do negócio, segundo a Monsanto.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).