Resultado do Spotify não impressiona Wall Street

Ações fecharam em baixa depois do primeiro balanço trimestral da empresa

As ações do serviço de streaming de música Spotify fecharam em baixa ontem (3), depois que o primeiro balanço trimestral da companhia decepcionou investidores em Wall Street que tinham expectativas elevadas para a empresa.

LEIA MAIS: Spotify compra empresa de licenciamento de “música cover”

O Spotify, que fez uma listagem direta pouco ortodoxa na Bolsa de Nova York em abril, divulgou quarta-feira(2) resultados praticamente em linha com as expectativas do mercado, mas isso criou preocupações sobre o sucesso da empresa em transformar os usuários do serviço gratuito em assinantes pagos.

Na semana passada, sete analistas iniciaram a cobertura das ações da Spotify com recomendações elevadas. Embora não tenha havido reduções imediatas ou cortes nos preços-alvo da ação da empresa após os resultados, alguns analistas disseram que as expectativas dos investidores eram exageradas antes dos resultados.

“O Spotify apresentou um sólido primeiro trimestre, mas o mercado esperava mais crescimento em seu primeiro período como empresa pública”, escreveram analistas do JPMorgan em nota.

O banco disse que não viu nenhuma mudança em sua tese positiva sobre a empresa sueca, reiterando classificação “overweight” (acima da média do mercado) e preço-alvo de US$ 190.

A ação da Spotify fechou em baixa de 5,6%, a US$ 160,38, depois de chegar a cair cerca de 9% mais cedo

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).