Uber pode voltar a operar em Abu Dhabi após dois anos

Serviço foi suspenso depois que motoristas violaram as leis da cidade

O Uber está em negociações para retomar os serviços em Abu Dhabi depois de uma suspensão de quase dois anos, informou hoje (29) uma autoridade de transporte.

LEIA MAIS: Sai relatório sobre carro do Uber que matou uma pessoa

Os serviços do Uber e de sua rival no Oriente Médio, a Careem, foram suspensos em Abu Dhabi em agosto de 2016, após a detenção de alguns motoristas acusados de violarem leis da capital dos Emirados Árabes Unidos, disse uma fonte familiarizada com a situação na época.

“Estamos em negociações, as coisas estão progredindo”, afirmou Mohamed Darwish al-Qamzi, gerente geral do Centro de Regulamentação de Transporte da Hire Cars (Transad), a repórteres em Abu Dhabi. Ele disse estar confiante de que o Uber retomaria os serviços, mas não disse quando isso poderia acontecer.

Uma fonte do aplicativo de transportes disse à Reuters que a companhia estava tendo “conversas positivas”, mas que não havia decidido se retomaria os serviços.

A empresa norte-americana chegou a Abu Dhabi em 2013 e continua operando na vizinha Dubai.

A Careem informou que retomou os serviços em Abu Dhabi em dezembro de 2016. A empresa lançou, inclusive, uma nova opção de tarifa mais baixa para Abu Dhabi hoje, com preços a partir de 19 dirhams (US$ 5,20) por viagem, metade do que a tarifa operada na cidade.

A empresa também reduziu suas tarifas de outros tipos de carros em 30%.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).