Uber promete revelar logo plano para carros a diesel

Empresa vai abolir o combustível para defender sua operação em Londres

O Uber informou que irá fornecer mais informações, nas próximas semanas, sobre seu planejamento de suspender o uso de carros movidos a diesel em Londres e sobre um regime de sucata proposto. O anúncio acontece à medida que se aproxima a data estipulada pela justiça para o aplicativo de táxi defender seu direito de operar na capital da Inglaterra.

LEIA MAIS: Uber suspende programa de direção autônoma no Arizona

A empresa do Vale do Silício disse em setembro que deixaria de usar carros movidos a diesel em Londres até o final de 2019 e que a grande maioria das corridas será feita por veículos elétricos ou híbridos. “Nas próximas semanas, vamos definir mais detalhes do nosso plano de tirar milhares de carros a diesel das estradas, já que pretendemos ser totalmente elétricos em Londres até 2025”, disse o gerente geral do Uber no Reino Unido, Tom Elvidge.

Logo depois do anúncio de setembro, o Uber foi considerado incapaz de conduzir um serviço de táxi pelo órgão regulador Transport for London (TfL) e foi destituída de sua licença.

Elvidge disse que a empresa cometeu erros. “A decisão da TfL logo se tornou o mais recente chamado de alerta para uma empresa que tinha crescido incrivelmente rápido, mas ainda precisava crescer”, acrescentou ele em um comunicado.

Seu apelo será ouvido no final de junho.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).