Uber se alia ao Exército dos Estados Unidos

Meta é avançar na pesquisa para transformar carros voadores em realidade

O Uber anunciou ontem (8) que vai trabalhar com o Exército dos Estados Unidos para avançar na pesquisa sobre tecnologia de rotor silencioso, produto que poderia ser usado em futuros carros voadores ou aeronaves militares.

LEIA MAIS: Uber vai fornecer dados para programa da NASA

A aliança destaca os esforços intensificados do Uber e de outras empresas para transformar os carros voadores de um conceito de ficção científica em realidade para moradores de grandes cidades congestionadas.

O Uber e o Comando de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia do Exército dos EUA esperam investir US$ 1 milhão para desenvolver e testar protótipos para um sistema de rotor que seria usado em um veículo vertical de decolagem e pouso.

O sistema teria dois rotores, um sobre o outro, girando na mesma direção sob o comando de um software sofisticado. Essa abordagem, que o Uber e o Exército dos EUA disseram que não havia sido implantada em uma aeronave de produção até agora, poderia levar a uma operação mais silenciosa do que os sistemas convencionais de rotores sobrepostos.

“Obter um nível de ruído ultra baixo é um dos obstáculos críticos para a implantação de táxis aéreos em áreas urbanas”, disse Rob McDonald, diretor de engenharia de veículos da Uber Elevate, operação de carros voadores da empresa.

O Exército dos EUA quer desenvolver uma nova geração de drones não tripulados que dispensam pistas e são mais silenciosos do que os drones atuais, disse Jaret Riddick, diretor da área de Tecnologia de Veículos do Laboratório de Pesquisa do Exército dos EUA. O Exército norte-americano está cada vez mais se voltando para parcerias com empresas privadas para pesquisa em tecnologia avançada, revelou.

LEIA MAIS: Uber dobra investimentos na Índia

O Uber está planejando mais alianças com agências governamentais, já que pretende lançar protótipos de táxis aéreos até 2020, disse Mark Moore, diretor de engenharia e sistemas de aeronaves do Uber e ex-pesquisador da Nasa.

A empresa de transporte por aplicativo já tem uma parceria com a agência espacial do governo dos EUA (Nasa) para desenvolver software para gerenciar grandes números de aeronaves nas cidades, disse Moore.

O Uber está promovendo um grande evento em Los Angeles sobre veículos voadores. No evento, a brasileira Embraer revelou, pela primeira vez, seu conceito de veículo de transporte urbano aéreo capaz de decolar e pousar na vertical.

O conceito da Embraer assemelha-se a um helicóptero, mas em vez de combustível fóssil usa eletricidade. Além disso, no lugar de um único rotor no topo e outro menor na cauda, a aeronave para quatro passageiros e piloto tem um conjunto de oito pequenos rotores acima da cabine e um rotor montado perpendicularmente na cauda para dar propulsão na horizontal.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).