Vivendi deixa de controlar Telecom Italia

Com a decisão, governo italiano não exercerá mais poder sobre a empresa

A Vivendi afirmou hoje (4) que deixou de controlar a Telecom Italia e, por isso, a questão do governo italiano exercer poder especial sobre a empresa não é mais relevante.

LEIA MAIS: Juiz italiano decide a favor de recurso da Telecom Italia e da Vivendi

“Todas as coisas como poderes de golden shares vão desaparecer”, disse um porta-voz da Vivendi presente na assembleia de acionistas da Telecom Italia, que controla a TIM no Brasil.

O fundo ativista Elliot assegurou dois terços dos assentos no conselho de administração da Telecom Italia depois da assembleia de acionistas, superando a Vivendi.

O governo italiano considera a Telecom Italia como questão de importância estratégica nacional. No ano passado, Roma usou suas golden shares para assegurar o direito de se manifestar sobre decisões estratégicas da empresa.

O porta-voz afirmou que o Elliot conseguiu vitória na assembleia hoje por causa do apoio do banco estatal CDP, que tem participação na Telecom Italia.

“Não é uma vitória guiada pelo mercado, já que o governo é uma agência que participou da votação em favor do fundo de hedge norte-americano em vez de um acionista industrial de longo prazo”, disse ele.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).