Alemanha vencerá Copa do Mundo novamente?

Pesquisa feita por especialistas financeiros diz que sim

A Alemanha manterá seu título na Copa do Mundo na Rússia e igualará o recorde brasileiro de cinco campeonatos mundiais, de acordo com uma pesquisa da Reuters com especialistas financeiros mais acostumados a prever movimentações do mercado.

LEIA MAIS: Fifa propõe realizar mini-Copa do Mundo a cada dois anos

Em uma sondagem feita entre 16 e 31 de maio com participantes frequentes de pesquisas da Reuters em todo o mundo, a seleção de futebol alemã recebeu a maioria das estimativas de conquista do troféu em julho – 43 de 145.

O Brasil veio em segundo com 37 votos, evocando a perspectiva de uma final entre os rivais.

Quatro anos atrás a Alemanha humilhou os anfitriões brasileiros com uma vitória arrasadora de 7 x 1 que provocou lágrimas e estarrecimento nos torcedores presentes no Mineirão de Belo Horizonte.

“A Alemanha tem uma boa combinação de habilidade e disciplina e não está excessivamente dominada por qualquer astro, e sim por um nível alto dos jogadores como um todo”, disse Frank Blackmore, economista-chefe da EF Consult de Johanesburgo.

“Daí minha escolha da Alemanha como vencedora de 2018.”

LEIA MAIS: Seleção brasileira é a mais valiosa da Copa do Mundo

Luiz Roberto Monteiro, corretor da consultoria Renascença em São Paulo, disse que muitas pessoas querem que o Brasil vença “porque há muito em jogo desde o fiasco diante da Alemanha”.

“Mas acho que elas estão pensando com o coração. O Brasil depende demais de um número pequeno de jogadores, particularmente Neymar. É um bom time, mas não acho que passe das semifinais.”

O atacante argentino Lionel Messi, do Barcelona, que em sua carreira profissional marcou mais de 600 gols para seu time e sua seleção, deve conquistar a Chuteira de Ouro – prêmio dado ao artilheiro do torneio e concedido pela última vez ao colombiano James Rodríguez, de acordo com os entrevistados.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).