Carrefour se alia ao Google em disputa no ecommerce

Parceria ocorre em meio a mudanças no varejo de alimentos da França

Maior varejista de alimentos da França, o Carrefour está se unindo ao Google para impulsionar seu negócio de compras online em seu território, onde os rivais também estão lançando ofensivas de comércio eletrônico.

LEIA MAIS: Carrefour Brasil tem lucro líquido de R$ 332 mi

O Carrefour informou hoje (11) que, a partir do ano que vem, seus produtos estarão disponíveis no novo site de compras da França ou por meio de sistemas operados pelo Google, como alto-falantes conectados e dispositivos assistidos por voz.

A parceria ocorre em meio a uma mudança mais ampla no competitivo mercado de varejo de alimentos da França, enquanto os varejistas investem em plataformas online e serviços de entrega em domicílio para conquistar clientes e evitar as incursões da gigante norte-americana do ecommerce, a Amazon.

A Monoprix, do grupo de varejo Casino, tornou-se em março a primeira varejista francesa a concordar em vender produtos na Amazon. O Casino também tem uma parceria de entrega em domicílio com o varejista online do Reino Unido Ocado.

Enquanto isso, o Google tem pressionado para lançar novos serviços de compras para varejistas como o Walmart, permitindo que eles listem produtos em um site de compras especial ou no Assistente do Google em telefones celulares e dispositivos de voz.

A empresa norte-americana espera que o programa permita que os varejistas capturem mais compras em telefones celulares ou dispositivos domésticos inteligentes. O acordo com o Carrefour marca a primeira parceria da empresa na França.

LEIA MAIS: Carrefour se une ao Google para impulso em assistente de voz

As empresas afirmaram em comunicado que abrirão um laboratório de inovação em Paris no terceiro trimestre, em parceria com o Google Cloud, para pesquisas em inteligência artificial que possam ser usadas em serviços ao consumidor.

O Google também lançará suas ferramentas de produtividade do G Suite – rival do Microsoft Office – para todo o grupo Carrefour e seus 160 mil funcionários, disseram as empresas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).