Ericsson dobra previsão de conexões com IoT

Empresa estima que 3,5 bilhões de dispositivos estarão conectados até 2023

A Ericsson quase dobrou sua previsão para a conexão de celulares com internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) em 2023, para 3,5 bilhões de unidades, informou hoje (12) a fabricante de equipamentos de telecomunicações móveis. Em novembro, a estimativa era de 1,8 bilhão de dispositivos celulares conectados.

LEIA MAIS: Gigantes selam acordo por IoT no agronegócio

“A previsão para as conexões de IoT no celular quase dobrou devido aos contínuos desdobramentos em grande escala na China”, afirmou a Ericsson em seu relatório de mobilidade semestral.

A IoT, que atribui a bilhões de dispositivos, incluindo medidores elétricos ou máquinas de venda automática, a capacidade de enviar e receber dados, deve dar às operadoras de telecomunicações um certo impulso para o crescimento da receita.

O nordeste da Ásia, principalmente a China, deve responder por uma maioria substancial, de 2,2 bilhões, dos dispositivos conectados em 2023, disse a Ericsson.

Em comparação, a empresa vê outros dispositivos conectados, como telefones celulares, em 8,6 bilhões em 2023, ante 7,5 bilhões em 2017, e o número de PCs/laptops/tablets subindo marginalmente, para 1,7 bilhão.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).