Justiça suspende desestatização da Eletrobras

iStock
O Tribunal pediu que seja apresentado no prazo de até 90 dias “estudo sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho em curso”

A Eletrobras informou que o Tribunal Regional do Trabalho 1ª Região, em decisão de tutela de urgência, determinou que a companhia e suas distribuidoras “se abstenham de dar prosseguimento ao processo de desestatização”, segundo fato relevante divulgado ao mercado hoje (05).

LEIA MAIS: Aneel vai manter cobrança bilionária à Eletrobras

Conforme a Eletrobras, o Tribunal pediu que seja apresentado no prazo de até 90 dias “estudo sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho em curso”.

“A companhia analisará as medidas cabíveis e manterá o mercado informado”, destacou a Eletrobras.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).