Lifestyle

Chevrolet apresenta Corvette Stingray 2014

Existe um forte debate a cerca da influencia do Chevrolet Corvette: é o carro esportivo mais importante já produzido por uma fabricante norte-americana? É claro, a Chrysler tem o Viper; a Ford, o GT; e até a AMC tem seu AMX. Mas nenhum deles teve a longevidade ou a importância cultura do Corvette. Então, quando a General Motors traz uma nova geração do carro para o mercado, as pessoas prestam atenção.

Esta é a sétima geração do modelo – por isso recebe o codinome C7. O “Stingray” faz alusão a um protótipo de 1957 e que foi usado previamente nos C2 e C3. O carro vai de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos – o que é extremamente rápido. O modelo C7 conversível pesa cerca de 1,5 tonelada distribuída igualmente na parte traseira e na frente. O peso baixo foi atingido com algumas reduções, como a estrutura de alumínio, o para-lama composto e as portas, os para-choques  e as partes inferiores da carroçaria são feitas de um material muito mais tecnológico e sofisticado do que a fibra de vidro dos antigos modelos.

Com o motor localizado na parte da frente e a tração nas todas posteriores, o C7 apresenta um manejo sólido e previsível e há várias funções tecnológicas que garantem que o carro responda a uma diversa gama de situações e demandas da estrada.

A tecnologia também tem um papel importante em não transformar o Corvette em um carro apenas para corrida. O sistema de áudio tem nove alto falantes, bancos elétricos, ar condicionado e outras funcionalidades de luxo que são padrões para o modelo.

O interior do C7 é bonito e clean, com design esportivo simples sem deixar de ser moderno.  Tudo está no lugar certo e o acabamento é impecável. Para muitos especialistas no assunto, o C7 Stingray 2014 conversível é o melhor Corvette até agora – quer dizer, até que chegue o próximo modelo.

Topo