Lifestyle

Lionel Messi envolvido em caso de sonegação na Espanha

Lionel Messi parece estar em uma fase boa nos gramados. Recentemente, ele marcou seu gol de número 400 e ganha mais de US$ 50 milhões por ano, o que o torna o 4º atleta mais bem pago do mundo. Na Copa do Mundo deste ano,  ganhou ainda a Bola de Ouro, dado ao melhor jogador da competição.

Apesar de tudo isso, um tribunal espanhol rejeitou seu apelo fiscal ao ser chamado em um caso de evasão fiscal séria. Isso significa que o seu caso vai em frente e, se ele for condenado, pode significar até a prisão. Messi e seu pai são acusados de não pagar mais de € 4 milhões em impostos sobre rendimentos de direitos de imagem através de empresas de fachada em Belize e Uruguai.

O tribunal diz que Messi “poderia ter consentido” para a criação de uma estrutura corporativa fictícia para evitar o pagamento de impostos e ordenou o julgamento do caso para ir em frente. Os advogados de Messi apelaram. “Neste tipo de crime, não é necessário que alguém tenha conhecimento completo de todas as operações de contabilidade e negócios, nem a quantidade exata, mas sim estar ciente”.

Um elemento-chave no caso de Messi é a natureza clandestina da disposição em camadas. O negócio foi estruturado de forma a manter o seu nome oculto. O Ministério Público espanhol alega que o dinheiro foi encaminhado através do Reino Unido e empresas suíças e depois para empresas em Uruguai e Belize. Seu pai certamente também teve um papel maior nas manobras fiscais do que fez o jogador de futebol.

 

Topo