Lifestyle

Venda de diamante azul por US$ 32 milhões bate recorde

O diamante azul de 9.75 quilates da coleção de Paul Mellon foi vendido por mais de US$ 32,6 milhões (por volta de US$ 81,8 milhões), quebrando sua alta estimativa de US$ 15 milhões em Nova York na casa de leilão Sotheby’s. O preço marca um recorde mundial para um diamante azul: mais de US$ 3,3 milhões por quilate.

O diamante em forma de gota foi procurado por sete candidatos que competiram por 20 minutos pela posse da peça. Foi vendido a um colecionador particular de Hong Kong que deu o nome de “The Zoe Diamond”.

“A partir do momento que eu vi este diamante, sabia que seria uma das pedras mais importantes e que as pessoas não encontrariam nunca mais em um leilão”, disse Gary Schuler, diretor do Departamento de Jóias da Sotheby’s, em Nova York. “Diamante do Sr. Mellon merece um lugar no livro dos recordes alcançados esta noite.”

O recorde em leilão anterior para um diamante azul era de US$ 24,3 milhões, em dezembro de 2008. O recorde anterior por quilates de um diamante foi quase US$ 2,4 milhões, definido por um extravagante diamante laranja de 14 quilates em Genebra, em novembro de 2013.

Outras joias estão à venda e incluem Verdura, Schlumberger e Givenchy, (todos eles da coelção Mellon), assim como itens da Cartier, Van Cleef & Arpels e Starr & Frost.

Topo