Lifestyle

Comida saudável pode… engordar mais

A seguinte situação já deve ser familiar: você decide comer uma refeição saudável e escolhe um arroz integral e alguns legumes no vapor. Pouco tempo depois, começa a sentir fome. Ou, se não, sente vontade de atacar uma sobremesa depois desse almoço.

Este buraco de saciedade não é apenas uma função de calorias que faltam, mas também reflete de uma maneira inconsciente no seu cérebro em relação às suas percepções de o que é uma refeição saudável.

Alia Crum, pesquisadora da Universidade de Standford, conduziu uma pesquisa sobre o assunto. Ela entregou para um grupo de pessoas um milk-shake de baunilha e convenceu algumas delas de que a bebida era zero gordura, com pouco açúcar. A outra parte acreditava que o milshake tinha alto teor calórico e muita gordura.

O resultado: as pessoas que tomaram a bebida “saudável” tiveram aumento de um hormônio chamado grelina, que estimula o metabolismo e estimula o apetite. Por outro lado, as que tomaram achando ser uma bebida “gorda” tiveram a dimunuição do hormônio e assim se sentiram mais satisfeitas.

Pense no que isso significa para as pessoas que estão sempre fazendo dieta. Elas comem refeições saudáveis na esperança de perder peso, mas o corpo está lutando e dizendo que é preciso mais calorias.

O que as pessoas comem, e o tanto que elas comem, não é apenas o resultado de atitudes conscientes. Segundo Brian Wansink, da Universidade de Cornell, as pessoas são influenciadas pelo ambiente em que estão e as características dele como, por exemplo, o tamanho do prato e do copo.

Pode dar adeus para à ideia de que o peso das pessoas gira somente em torno do número de calorias que elas ingerem.

Topo