Lifestyle

Apple devolve produtos comprados no iTunes na Europa

Muitas pessoas já gastaram dinheiro no álbum de um artista para, depois, perceberem que só gostam de uma ou duas músicas. Para os cidadãos europeus, isso não será mais um problema.

A Apple mudou o seu serviço iTunes e começou a permitir retornos sobre qualquer item comprado na loja, seja aplicativo, singles, vídeos ou até mesmo álbuns completos. Dentro de 14 dias após a compra, qualquer coisa pode ser devolvida com um reembolso total.

A mudança na política não é um ato de bondade da Apple. É, na verdade, uma medida  necessária para ficar em conformidade com as novas normas que exigem a opção de devolver os itens, mesmo que eles sejam digitais. Apesar disso, a empresa não precisa, tecnicamente, devolver todos os produtos de sua loja.

A lei diz que os retornos devem ser uma opção a menos que algo tenha acontecido com algum produto. Isso quer dizer que se alguém compra um álbum, escuta, e depois tenta devolver, a Apple pode negar o pedido.

Neste momento, a nova política está em vigor apenas na Europa, mas dependendo de quão bem os clientes vão reagir, a empresa pode querer aplicar a ideia em todo o mundo. Lojas como o iTunes vai precisar trabalhar duro para fornecer a melhor experiência possível ao seu cliente.

 

Topo