Lifestyle

Consumo moderado de álcool pode oferecer benefícios à saúde

Ao contrário do que muitos estudos apontam, beber todos os dias pode não ser tão prejudicial assim, desde que feito com moderação. Uma nova pesquisa da revista “Alcoholism: Clinical and Experimental Research”, Emanuel Rubin sugere que os médicos devem dizer aos pacientes  para beber no jantar todas as noites, pois o álcool pode trazer inúmeros benefícios para a saúde.

Embora esta deva ser uma recomendação feita por profissionais, de acordo com Rubin, “a esmagadora evidência sugere que os médicos devem, sim, aconselhar as pessoas a tomarem um drinque por dia para relaxar e de preferência na hora do jantar”.

Como você pode imaginar, o novo estudo gerou críticas, sob o argumento de que os abstêmios definitivamente não devem começar a beber em meados da idade adulta. Por outro lado, a opinião dos especialistas parece não mudar: se você sempre bebeu em pequenas quantidades, sem exageros, não há problema em continuar.

Em sua pesquisa, Rubin cita alguns possíveis benefícios do álcool, como para o coração. Uma série de estudos descobriram que beber moderadamente pode reduzir o risco de doença da artéria coronária e de ataque cardíaco. Mesmo entre as pessoas que já tiveram ataques cardíacos, a ingestão moderada de álcool tem sido associada a uma menor taxa de mortalidade.

Também há diminuição da possibilidade de derrames. O baixo consumo de álcool tem sido associado a um risco reduzido de acidente vascular cerebral, particularmente em mulheres, provavelmente devido às suas propriedades anti-coagulantes. O consumo em excesso, por outro lado, tem sido rotineiramente associado ao aumento do risco de acidente vascular cerebral.

O consumo excessivo de álcool está ligado ao aumento do risco de demência, como doença de Alzheimer. Apesar disso, estudos sugerem que o consumo moderado de álcool pode ter alguns efeitos protetores para a demência.

Ninguém contesta que existem alguns benefícios para a saúde do consumo de álcool – se moderado, claro. Níveis mais altos, no entanto, podem trazer riscos. O consenso parece ser que, se você é um consumidor moderado e se isso está funcionando para você, continue no mesmo nível. Use o bom senso e ouvir o seu corpo – e se você tiver qualquer pergunta sobre seus hábitos particulares em relação ao álcool, consulte um médico.

 

Topo