Lifestyle

Ambiente e disposição de objetos influenciam na hora de perder peso, diz pesquisa

Se uma pessoa quer mudar, ela deve mudar o ambiente no qual está vivendo. Essa é uma das afirmações mais preciosas da ciência. Muitas indústrias querem convencer os consumidores de que os hábitos saudáveis são a melhor maneira de implementar mudanças. Apesar disso, psicólogos comportamentais acreditam que mudanças no ambiente físico pode trazer inúmeros benefícios.

Um dos grandes especialistas na área é Brian Wansink, diretor da Universidade de Cornell. Ele e sua equipe conduzem estudos sobre pessoas saudáveis e sedentárias e tentam entender o que há de diferente em seus ambientes. “Minha última pesquisa encontrou inúmeras maneiras de organizar a casa, ambiente de trabalho, escolas, salas de jantar para que nossa mente pense em comer menos”.

Em um estudo, Wansink e sua equipe queriam descobrir se a cor de um prato podia influenciar no número de calorias ingeridas. Sessenta pessoas foram convidada para um almoço com macarrão e cada uma recebeu um prato vermelho e um branco. Metade comeu macarrão com molho vermelho, e a outra com molho branco. O resultado: aqueles que combinaram a cor do molho com a cor do prato comeram cerca de 20% mais calorias.

Outro fator interessante observado pelo pesquisador é a posição das panelas na hora de uma refeição. As pessoas que tem o costume de deixar a comida no fogão comem 19% menos que aquelas que deixam na mesa. A explicação é simples: o fato de ter de levantar para pegar mais faz com que se coma menos.

Topo