Lifestyle

“House of Cards” volta com expectativa alta

O seriado da Netflix é um dos maiores sucessos da história recente da TV. E tanta audiência se deve ao uso inteligente do cruzamento de dados. Como a Netflix opera apenas com downloads de conteúdo, a empresa sabe exatamente o que faz sucesso. É só acessar as estatísticas. Quando seu departamento de programação estava planejando a temporada de 2012, percebeu que seus clientes tinham grande interesse numa série inglesa, chamada House of Cards. Daí veio a ideia de produzir uma versão americana.

Mas quem iria dirigir o projeto? Uma nova busca entre a preferência dos clientes mostrou que o diretor David Fincher era um dos favoritos do público. E quanto ao ator principal? Outra pesquisa mostrou que Kevin Spacey era o astro dos filmes mais baixados pela Netflix. Os executivos da empresa somaram as variáveis e lançaram um House of Cards made in USA.

Depois de duas temporadas trepidantes, a nova season ficará disponível ao final de fevereiro. Spacey interpreta Frank Underwood, cuja habilidade política faz sua carreira decolar vertiginosamente nas primeiras duas temporadas. Underwood é cínico e amoral, totalmente despido de escrúpulos ou preconceitos (sexuais inclusive). E é isso que o transforma num personagem irresistível. Num dos episódios, ele diz: “Estou a um passo da presidência sem ter recebido um único voto em meu nome. Como a democracia é superestimada…”.

House of Cards é daqueles seriados que deixam o público clamando por um novo capítulo. Mas, como estamos falando de um seriado Netflix, é possível assistir a todos os episódios de uma só vez.

Topo