Cuba tem primeiro serviço público de Wi-Fi em centro cultural

Cuba acaba de permitir o primeiro serviço público de internet via Wi-Fi. O sistema, instalado em um centro cultural de Havana, representa um pequeno avanço nas regulamentações de internet no país.

O serviço é bastante lento se comparado à internet de outros lugares do mundo. Apesar disso, os usuários não reclamam e estão extremamente felizes por poderem acessar o Facebook, encontrar notícias de outros lugares e se comunicar com amigos que moram longe.

Kcho, responsável pelo centro cultural em Havana, tem laços próximos com o governo cubano. Ele contou que o wi-fi disponibilizado para os usuários vem de sua rede própria de internet, feito autorizado pelo Ministério da Cultura. Ele não revelou quanto paga pelo serviço, mas no país o valor gira em torno de US$ 900 por mês.

Cuba possui uma das menores taxas de conectividade de todo o mundo: isso significa que não há quase nenhum acesso à internet nas residências. A única exceção são os estrangeiros que pagam uma fortuna pelo serviço.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).