Lifestyle

Mayweather e Pacquiao serão os primeiros boxeadores a alcançar US$ 1 bilhão no PPV

Getty Images

Getty Images

No sábado à noite Floyd Mayweather e Manny Pacquiao farão a “Luta do Século”. A expectativa é de que a o evento quebre records de arrecadação da história do boxe, além dos outros dois já foram quebrados: de bilheteria e de patrocínio. Os lutadores serão os primeiros a ultrapassarem a marca de US$ 1 bilhão na arrecadação do pay-per-view.

Os ganhos do esporte giram em torno desse tipo de serviço. Os lutadores fazem uma ou duas vezes por ano e cada fã paga US$ 65 por evento.  Tanto Mayweather quanto Pacquiao estão no auge da carreira. O primeiro deles gerou renda de US$ 873 milhões em 13 lutas, transmitidas no PPV. Já Pacquiao, em 20 lutas, gerou US$ 741, o maior valor de sua carreira. Os outros boxeadores que mais arrecadaram na história do pay-per-viw são Oscar De LaHoya (US$ 696 milhões), Evander Holyfield (US$ 548 milhões) e Mike Tyson (US$ 545 milhões).

Espera-se que o serviço de pagar para ver a luta de sábado gere US$ 300 milhões ou mais e tenha três milhões de expectadores. Há duas opções para acompanhar o evento: definição normal, US$ 90 ou alta definição, US$ 100. O record de compras de uma luta é de 2,48 milhões, em 2007, quando Mayweather lutou contra De LaHoya. Assumindo que o evento do dia 2 terá pelo menos 2,5 milhões de compras, Mayweather e Pacquiao alçarão a marca de US$ 1 bilhão em arrecadação pelo PPV na carreira.

Comentários
Topo