Lifestyle

Exposição de “O Pequeno Príncipe” em Cingapura permite que cegos sintam a história

Pequeno Principe exposicao DIV --

“O Pequeno Príncipe” é um dos livros mais famosos do mundo, traduzido em mais de 270 línguas e dialetos. “O essencial é invisível aos olhos”, diz a obra. É exatamente isso que o artista francês Arnaud Nazare-Aga quer provar.

A nova exposição de Nazare-Aga pretende, por meio do toque, mostrar que é possível ver a história do livro de Antoine de Saint-Exupéry mesmo sem enxergar. O projeto começou em 2013, quando um representante da Antoine de Saint-Exupéry Youth Foundation pediu para o artista criar “O Pequeno Príncipe” de uma maneira que os cegos pudessem sentir.

O resultado do trabalho está em exposição agora em Cingapura. A exposição conta com 14 esculturas em fibra de vidro e resina que mostram todos os personagens do livro. Todas as peças foram feitas à mão e são supersensíveis ao toque.

Depois, uma segunda exibição, disponível até o dia 20 de junho, é chamada de “The Little Prince in the Dark” (“Pequeno Príncipe no Escuro”, em tradução livre). Nela, todas as peças são iguais, mas foram pintadas em tinta branca fluorescente e brilham no escuro. Além disso, são iluminadas por uma luz ultravioleta, e acompanhadas de um áudio contando a história por trás de cada escultura.

Todas as peças estão disponíveis para venda e parte do dinheiro será convertido para a Fundação, que tem como objetivo ajudar jovens e crianças a construírem um futuro melhor.

Comentários
Topo