Lifestyle

George Clooney cria tequila premiada

Divulgação

Divulgação

Entre as muitas vantagens de lançar sua própria tequila ultrafina estão as horas que você passa fazendo uma “pesquisa de mercado”. Afinal, quem seria melhor para testar sua alquimia de agave do que um grupo de discussão formado pelos seus amigos mais íntimos? Foi exatamente desse jeito que a Casamigos surgiu.

Assim batizada em alusão às casas de férias idênticas que Rande Gerber e sua mulher, Cindy Crawford, dividem com George Clooney em Cabo San Lucas, no México, a Casamigos — palavra híbrida que significa “Casa de Amigos” em espanhol — nasceu porque Gerber e Clooney não conseguiam achar uma tequila à altura de seus altos padrões.

“Eu e o George tínhamos passado muito tempo no México quando estávamos construindo nossas casas lá”, diz Gerber, de 52 anos de idade, empreendedor do ramo de casas noturnas cujo Gerber Group está por trás de lugares como o The Whiskey de Miami e o SkyBar de Los Angeles. “E, como se faz quando se está no México, estávamos tomando um monte de tequila. Cada vez que íamos ao bar do hotel, os barmen recomendavam tipos diferentes de tequila, então provamos várias. Depois de alguns meses bebendo provavelmente todas as tequilas do México, o George virou para mim e disse: ‘Sabe, por que nós não fazemos a nossa própria tequila?’.”

E eles fizeram. Depois de consultar amigos que viviam na região, a dupla trabalhou com um mestre destilador em Jalisco, no México, para achar o exato perfil de sabor que estava buscando — sem queimar e sem ser pungente. Gerber e Clooney tinham inclinação por uma Reposado — tequila suave, equilibrada, que é envelhecida em barris de carvalho por meses —, então foi o que resolveram fazer primeiro. “Passamos um ano e meio obtendo amostras diferentes, até que ficou simplesmente perfeito para nós”, Gerber recorda. “Chegamos bem perto muitas vezes, mas, no fim das contas, testamos 700 garrafas de amostras. Por sorte, tínhamos tempo, paciência e dinheiro pra acertar.”

No fim, acabaram se decidindo por uma mistura de agave 100% Blue Weber cozido lentamente em um forno de tijolos e deixado em fermentação por um bom tempo. O resultado é uma tequila bastante suave, cujo sabor não precisa ser mascarado por sal e limão. “Até a minha mulher bebe só com gelo”, diz Gerber. “E você não fica de ressaca”, ele jura. “Na época, eu não fiquei sabendo”, Gerber continua, “mas quando um cara da nossa destilaria deu uma entrevista sobre como era trabalhar comigo e com o George, ele disse: ‘Bom, era divertido trabalhar com eles. Sem dúvida, eles sabem o que apreciam, mas eram realmente muito chatos’.”

Crawford, que é casada com Gerber desde 1998, concorda com a avaliação, como só uma esposa pode concordar. “Nunca conheci ninguém com tanta atenção aos detalhes”, conta a supermodelo de 48 anos e mãe dos dois filhos do casal. E acrescenta: “Fico surpresa por ter passado pelo crivo dele! Para mim, 90% é suficientemente bom, porque não quero perder tempo buscando a perfeição. Mas o Rande não consegue evitar — ele não fica satisfeito enquanto não chega a 100% de perfeição. Quando estava criando as camisetas dos funcionários do primeiro bar dele em Nova York, levou seis meses para deixá-las perfeitas. Eu teria tido uma conversa a respeito e seguido em frente”, Gerber e Clooney nunca tiveram a intenção de pôr sua tequila no mercado quando iniciaram a jornada, mas, com o incentivo dos amigos famosos (e provadores agradecidos), a Casamigos foi lançada — com um terceiro amigo, Mike Meldman, CEO da Discovery Land — em janeiro de 2013.

Em menos de dois anos, ela se tornou uma das tequilas que crescem mais rapidamente no país e já é distribuída em todos os 50 estados, bem como no Canadá, México, Bahamas e Hong Kong. Em abril, a Sidney Frank Importing (empresa que criou a vodca Grey Goose) foi designada importadora exclusiva da Casamigos nos Estados Unidos e no Caribe.

A tequila, que já ganhou diversos prêmios, também desempenhou um papel de destaque no casamento de Clooney com Amal Alamuddin, ocorrido em setembro. Gerber enviou 100 caixas de Casamigos — que agora inclui as versões Blanco, envelhecida por dois meses, e Añejo, envelhecida por 14 — até Veneza no jato da empresa para as festividades.

Quanto ao segredo de seu próprio casamento de 16 anos, Crawford diz: “Mesmo quando estamos contrariados um com o outro, nunca dizemos coisas que não possamos retirar, então há menos dano”. “Nós brigamos de maneira respeitosa”, diz ela. “Somos pessoas bem diferentes, mas ele é a pessoa com a qual quero passar mais tempo. Acho que nossas maiores dificuldades surgem quando estamos projetando casas juntos. É provavelmente nisso que ambos temos opiniões muito fortes e elas ficam aparentes. Mas quando superamos, o resultado final acaba sendo ainda melhor porque nós dois somos tão entusiasmados a respeito.” Em breve, eles vão testar essa teoria, já que Crawford e Gerber estão atualmente reformando sua casa em Malibu, que ela descreve como seu “lugar feliz” — porque “ter a praia como quintal realmente une a nossa família”.

Hoje em dia, Crawford tem um vínculo particularmente forte com a filha, Kaia, em torno de uma paixão familiar — a atuação como modelo. A garota de 13 anos, que parece uma versão mais jovem de Crawford (com exceção da pinta, marca registrada da mãe), já posou para a primeira campanha da Versace para crianças. “No momento, ela só está brincando um pouco”, diz Crawford, observando que não orienta Kaia sobre como posar e só oferece logística de carreira. “Não dou nenhum conselho a ela sobre ser modelo, propriamente, porque isso é algo que você tem que descobrir dentro de si mesma. Quando se trata de estar na frente da câmera, ou você se sente à vontade e quer aprender essas habilidades ou não.”

Levando-se em conta como esse setor mudou radicalmente desde que ela começou, Crawford (que já foi a modelo mais bem paga do mundo) acredita que não teria tanto sucesso se entrasse no ramo hoje. “Eu não era uma garota supermagra”, diz ela. “Mas ninguém era, na época. Era permitido ter uma silhueta mais encorpada — não sou zero, sou seis. Nem sequer existia o zero naqueles tempos!” Embora Crawford possa ter aceitado suas curvas, ela se lembra vivamente de uma vez em que teve dificuldade para vestir calças usadas por Naomi Campbell. “Eu não conseguia trazer acima das minhas coxas”, brinca ela. “Mas, na maior parte do tempo, minha função era caber nas roupas, e eu cabia, e deixá-las bonitas, o que aprendi a fazer.”

Enquanto Gerber se concentra na Casamigos (e em seu rum, o Caliche) Crawford vem dedicando suas energias empreendedoras à sua linha de produtos para a pele Meaningful Beauty, a uma coleção de móveis para casa com sua assinatura e a um livro de ensaios e fotos que celebra sua carreira, a ser publicado em breve.

Achar tempo para sair à noite costuma ser difícil, mas o casal considera isso essencial para o sucesso de seu casamento. “Nós trabalhamos a nossa relação. Reservamos tempo um para o outro, mesmo que seja só uma caminhada na praia”, ela ressalta. Gerber acrescenta: “Não vamos para a cama zangados”.

Às vezes, eles simplesmente não vão para a cama. Logo depois de decidirem oferecer a marca ao público, Gerber e Clooney sentaram-se com uma garrafa de sua “tequila da casa” no Café Habana, de Gerber, em Malibu, para definir a estratégia para seu novo empreendimento. O que aconteceu a seguir serviu de inspiração para o primeiro comercial da Casamigos.

Esvaziada a garrafa, nenhum dos dois estava em condições de dirigir, de modo que, após conseguir carona para casa, Gerber ofereceu a Clooney uma estadia em seu quarto de hóspedes. “Às vezes, quando chego em casa agitado ou meio bêbado, durmo no quarto de um dos meus filhos”, ele admite. “E eu tinha ido até o quarto principal e percebido que eles estavam na cama com a Cindy, então fui ao quarto do meu filho e adormeci lá.”

Às 2h da madrugada, sem ter nenhum sinal de Gerber, Crawford decidiu procurar no quarto de hóspedes, onde viu um homem totalmente vestido repousando em cima das cobertas. “Ela se deitou na cama, passou a mão nas minhas costas e disse: ‘Ei, querido, por que você não tira a roupa e vem para a cama?’ Com isso, o George virou a cabeça, e a Cindy viu que era ele que estava lá”, Gerber continua. “O George achou que tinha ido parar no quarto principal e se deitado na nossa cama!”

Quando Crawford enfim encontrou Gerber no quarto do filho deles e contou sobre a confusão desconcertante, os dois ouviram alguém andando para lá e para cá no andar de baixo. “Fui até a cozinha”, Gerber diz. “Nós temos uma gaveta de guloseimas cheia de doces, salgadinhos e coisas do gênero. Começamos a comer, morrendo de rir. Quando a Cindy desceu, um pouco depois, o George disse: ‘Esta é a nossa campanha publicitária! Beba Casamigos e acorde com a Cindy Crawford!’ E ela respondeu: ‘Não. Beba Casamigos e acorde com o George Clooney!’”

Comentários
Topo