Lifestyle

Australianos criam impressora 3D de chocolate para incentivar exercícios

Divulgação

Divulgação

Um experimento na Austrália dará a dez famílias em Melbourne uma impressora 3D de chocolate. A máquina produzirá o doce de acordo com a quantidade de exercícios que as pessoas da casa fazem por dia. O estudo feito pelo Royal Melbourne Institute of Technology quer testar se a impressão de chocolate é suficiente para incentivar os membros da família a se exercitarem.

SAÚDE: Pesquisadora pode ter desenvolvido vacina para diabetes nos EUA

A quantidade de exercício será medida pelos batimentos cardíacos monitorados. Ao final do dia, o doce será feito pela EdiPulse. Se a meta diária for ultrapassada, a impressora fará uma cara sorridente de chocolate ou flores com uma mensagem positiva como “parabéns!”. Se a pessoa não praticar exercícios, ganhará uma cara triste.

Rohit Ashok Khot, um dos realizadores da pesquisa, disse ao site Mashable que a ideia é dar um estimulo positivo às pessoas. A quantidade de exercício não muda o tamanho do chocolate que será feito. Quanto mais esforço, mais bonita e divertida será a forma do doce.

BENEFÍCIOS: Comer chocolate pode fazer bem para o coração, aponta novo estudo

O pesquisador australiano afirma que é comum as pessoas usarem pulseiras que contam passos e calorias gastas no dia, mas a única recompensa são os números da tela. Khop quer relacionar os dados sobre os exercícios com material comestível.

Quem acha uma má ideia os pesquisadores terem escolhido o chocolate, porque pode engordar, se engana. A máquina calcula um máximo de 30 ml da versão amarga, que tem menos gorduras e calorias.

LUXO: Hotel Trump SoHo lança pacote com chocolate mais caro do mundo

O doce foi escolhido porque, além de quase todo mundo gostar de chocolate, é a comida mais fácil de ser impressa. Khop espera que, futuramente, eles consigam imprimir snacks saudáveis.

Comentários
Topo