Lifestyle

Na Grécia, Chanel vale mais do que dinheiro

Getty Images

Getty Images

Em meio à crise financeira na Grécia, uma Chanel vale mais do que dinheiro. Com os bancos fechados há mais de uma semana e quase sem nada em espécie, os gregos agora têm uma preocupação a mais: que o resto de suas economias seja tomado pelo governo para pagar as dívidas.

Por isso, os cidadãos gregos consideram usar o pouco que lhes resta em investimentos de luxo. É o caso da advogada Sophia Marcoulakis, 48 anos, que pensa em comprar uma bolsa de luxo. Mãe de dois filhos, antes da crise ela não pensava em gastar tanto dinheiro em um bem material, mas, agora, ela diz que a compra da bolsa pode ser um investimento.

CRISE: Crise financeira aumenta compra de computadores Mac na Grécia

Em entrevista ao site National Post, Sophia conta que sente que o dinheiro não é nada além de um número, que perdeu o valor. A bolsa, ao contrário, é mais tangível. Com a situação cada vez pior, os gregos não sabem se é melhor gastar ou ver suas economias sumirem.

VEJA TAMBÉM: Satisfação com a vida na Grécia caiu 27,3% em sete anos

O garçom de 25 anos Chris Dako prefere fazer compras, mais especificamente um par de sapatos que custa € 185. “Se eles querem pegar uma parte do meu dinheiro, deixem-me gastar antes”, disse ao National Post.

Comentários
Topo