Lifestyle

Viagens para Ásia e África ajudam a proteger elefantes ameaçados

Reprodução

Reprodução

A recente repercussão internacional da morte do leão Cecil, no Zimbábue, fez com que pessoas do mundo todo voltassem seusolhos para as espécies em risco de extinção por causa da caça. Por conta do comércio de marfim, elefantes são um alvo ainda mais cobiçado: 10% destes animais desaparecem na África todos os anos e a espécie pode estar extinta na próxima década.

Para combater a ameaça, uma nova campanha, a Power of 10, foi lanaçada pela Bodhi Tree. A fundação passou a apoiar dez projetos de proteção dos elefantes em dez regiões críticas na África e na Ásia.

FOTOS: Hotel no Quênia permite interação de hóspedes com girafas

E há benefícios também para os viajantes. As dez companhias de viagem envolvidas na iniciativa, incluindo Extraordinary Journeys, Singita, Absolute Travel e Elevate Destinations, criaram itinerários nas regiões contempladas pelo projeto e doam 10% do dinheiro arrecadado para a fundação. Espera-se que as empresas consigam arrecadar US$ 10.000 até dia 08 de dezembro, Dia Mundial de Bodhi.

As áreas selecionadas incluem o santuário tailandês Boon Lott, o Friends of Hwange Trust, no Zimbábue, e a Wildlife Conservation Society, na Zâmbia. Todos os locais foram escolhidos meticulosamente, de acordo com a co-fundadora da Bodhi Tree, Jena Gardner. “Nós identificamos destinos com consideráveis, mas ainda vulneráveis, populações de elefantes, onde o turismo tem um papel de destaque”, conta. “Então selecionamos projetos de conservação da espécie que focavam em tráfico de chifres, conflitos entre humanos e elefantes, proteção do habitat e cuidado veterinário. Os dez projetos – selecionados a dedo – provaram ter recordes de preservação da vida selvagem, mas ainda lutam para ter o necessário para proteger os elefantes.”

FOTOS: Leobo: o safári mais luxuoso da África do Sul

Os itinerários pretendem unir as pessoas aos animais e mostrar o poder dessa experiência, seja em uma viagem para aNamíbia, com a Elevate Destinations, ou para o Camboja, com a Absolute Travel. “O futuro dos elefantes da África e da Ásia é dependente da comunidade de viajantes”, explica Ken Fish, presidente e fundador da Absolute Travel. “Mais do que qualquer outra indústria, o turismo tem a capacidade de colocar pessoas de frente para elefantes em seus habitats selvagens. Essas interações são uma forma poderosa de mostrar porque eles merecem proteção.”

Comentários
Topo