Lifestyle

Desenvolvedores querem ampliar repertório de funções de robô japonês

Pepper já está sendo utilizado como garçom, vendedor e representante de serviços ao cliente (REUTERS/Toru Hanai)

Pepper já está sendo utilizado como garçom, vendedor e representante de serviços ao cliente (REUTERS/Toru Hanai)

Os criadores japoneses de um robô estão pedindo às pessoas que sugiram ideias para o que seu humanóide pode fazer e estão oferecendo um conjunto de desenvolvimento de software para programadores exercerem a criatividade.

O robô, conhecido como Pepper, está vendendo rápido e já pode rir e servir café. Ele está sendo utilizado como garçom, vendedor e representante de serviços ao cliente em cerca de 500 empresas no Japão, incluindo Nestlé, Mizuho Bank e Nissan.

VEJA TAMBÉM: Templo chinês aposta em monge robô para divulgar budismo

Agora, seus criadores, a SoftBank Corp, começaram a oferecer um kit, Pepper SDK para Android Studio, que permitirá que programadores desenvolvam novas tarefas para ele.

A oferta acontece antes do pré-lançamento do robô nos Estados Unidos em julho.

LEIA MAIS: Empresa japonesa aluga robôs especializados em vendas por R$ 1.500 por mês

Pepper, que custa 198 mil ienes (equivalentes a US$ 1.800), tem encontrado alta demanda no Japão. Os seis primeiros lotes do robô, cada um com 1 mil unidades, foram vendidos em menos de um minuto.

Comentários
Topo