Lifestyle

De onde vem a misteriosa riqueza de Donald Trump

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos (Getty Images)

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos (Getty Images)

Durante a campanha, Donald Trump relutou em compartilhar qualquer informação sobre sua declaração de impostos, quebrando um protocolo de décadas entre candidatos presidenciais. Seus críticos dizem que ele temia mostrar que não é mais um bilionário, enquanto ele insiste ter superado a casa dos US$ 10 bilhões.

Nem uma coisa, nem outra. FORBES acompanha a movimentação da riqueza de Trump desde a estreia da lista FORBES 400, em 1982. Ora ele aparece no topo, ora na base da lista – e em grande parte da década de 1990, esteve fora do páreo. Mas sua fortuna é verdadeira.

Depois de 15 meses de dedicação sem precedentes, FORBES concluiu que ele é um homem de US$ 3,7 bilhões. Mas está US$ 800 milhões “mais pobre” em relação a 2015. A queda de seu patrimônio líquido deve-se, em parte, ao desaquecimento do mercado imobiliário da cidade de Nova York, particularmente em lojas e escritórios. Dos 28 bens ou categorias de bens analisados, 18 caíram de valor, incluindo a Trump Tower na Quinta Avenida. Sete ativos tiveram seu valor aumentado, incluindo o segundo edifício mais alto de São Francisco, na California Street. Um deles permaneceu estável. Para a campanha presidencial, Trump emprestou US$ 48 milhões do próprio bolso (que dificilmente receberá de volta) e doou US$ 7 milhões.

Apresentamos abaixo nossas estimativas de todos os bens tangíveis de Trump – não atribuímos um valor à sua “marca”.

1) TRUMP TOWER (Nova York)

Tipo: escritórios e lojas
A parte de Trump: 22.700 m²
Valor líquido: US$ 371 milhões

Esse arranha-céu envidraçado na Quinta Avenida marcou a chegada de Trump como um verdadeiro magnata de Manhattan. Porém, o empreiteiro que ele contratou em 1980 para demolir a então loja de departamentos Bonwit Teller premeditadamente empregou um pequeno exército de trabalhadores poloneses em situação irregular, que trabalharam à margem da lei, sem remuneração, em jornadas de 12 horas por dia, sete dias por semana. Trump passou anos nos tribunais. O Trump Tower vale US$ 159 milhões menos este ano, devido à queda de 20% na receita líquida operacional da torre e ao declínio de 8% nos preços dos imóveis em Manhattan. Trump mora na cobertura de três andares, que será avaliada separadamente.

2) 1290 AVENUE OF THE AMERICAS (Nova York)

1290 Avenue of the Americas

1290 Avenue of the Americas

Tipo: escritórios e lojas
A parte de Trump: 30%
Valor líquido: US$ 409 milhões

Em 1994, o terreno de 78 acres de Trump no Upper West Side, nas proximidades do Rio Hudson, estava carregado de dívidas. Ele convenceu um grupo de investidores chineses a comprar a propriedade – e seus passivos declarados de US$ 250 milhões – mantendo-o como sócio limitado à participação de 30%. Doze anos depois, os investidores arremataram a propriedade por US$ 1,76 bilhão e aplicaram os lucros na compra do imóvel situado na Avenue of the Americas e do Bank of America Center em São Francisco. Trump ainda detém 30% dos edifícios comprados pelos sócios chineses. A participação dele nesse edifício de escritórios com 45 andares perdeu valor (US$ 62 milhões), por causa do desaquecimento do mercado de Manhattan.

3) 40 WALL STREET (Nova York)

40 WALL STREET

40 WALL STREET

Tipo: escritórios e lojas
A parte de Trump: arrendamento até o ano de 2059
Valor líquido: US$ 345 milhões

A preciosidade em Lower Manhattan foi projetada para ser o edifício mais alto do mundo quando a construção começou, em 1929. Logo perdeu o título para o rival Edifício Chrysler, 30 metros mais alto. A torre de 71 andares foi secretamente adquirida em 1982 por Ferdinand Marcos, ex-ditador das Filipinas. Depois da queda de Marcos do poder, em 1986, o edifício foi leiloado. Mudou de mãos algumas vezes, antes de Trump assumi-lo em 1995 por menos de US$ 10 milhões, ao que consta. Ele tem sido criticado por ter feito comentários a uma emissora local de TV sobre o ataque de 11 de setembro, mencionando como a queda das Torres Gêmeas tornou o 40 Wall Street o edifício mais alto da região central da cidade. O valor desse imóvel também caiu este ano.

4) TRUMP PARK AVENUE (Nova York)

TRUMP PARK AVENUE

TRUMP PARK AVENUE

Tipo: residencial e lojas
A parte de Trump: 4.605 m² de apartamentos; 2.552 m² de lojas
Valor líquido: US$ 177 milhões

5) NIKE TOWN (Nova York)

Tipo: lojas
A parte de Trump: arrendamento até o ano de 2079
Valor líquido: US$ 390 milhões

A loja-conceito da Nike está situada perto da esquina da Trump Tower. Trump persuadiu os dois proprietários da área a permitir que a Nike construísse um só edifício do outro lado de seus trechos anexos (na verdade, Trump não é dono do espaço, mas detém os direitos de arrendamento até 2079). O imóvel, situado em terreno nobre da 57th Street, gera alguns dos maiores aluguéis da carteira de Trump. No entanto, a Nike quer sair do imóvel assim que o aluguel for reajustado em maio de 2017; além disso, o número de lojas desocupadas
vem aumentando em Manhattan, o que contribuiu para que este imóvel perdesse US$ 52 milhões em valor desde o ano passado.

6) TRUMP PARC/TRUMP PARC EAST (Nova York)

TRUMP PARC/TRUMP PARC EAST

TRUMP PARC/TRUMP PARC EAST

Tipo: residencial e lojas
A parte de Trump: 1.092 m² de apartamentos; 1.390 m² de lojas; 1.218 m² de vagas de garagem
Valor líquido: US$ 88 milhões

Em 1981, Trump comprou os dois edifícios com vista para o Central Park, na esperança de demoli-los para abrir espaço a um novo arranha-céu. Porém, primeiro ele teve de se livrar de dezenas de inquilinos do Trump Parc East (o outro era um hotel). Segundo documentos judiciais, os moradores alegaram que Trump deixou o prédio degradar-se. Ele chegou a oferecer publicamente abrigar os sem-teto da cidade nas unidades vagas. Os inquilinos o processaram por assédio moral e alegaram que o local era inabitável. Trump discordou, dizendo que o prédio estava cheio de gente rica. Por fim, chegou a um acordo para converter as unidades em apartamentos. Seu filho Eric mora no local. Descobrimos que Trump possui espaço comercial e uma garagem de estacionamento no Trump Parc, o prédio vizinho.

7) TRUMP INTERNATIONAL HOTEL AND TOWER, CENTRAL PARK WEST (Nova York)

Tipo: hotel, residencial e lojas
A parte de Trump: 983 m² de lojas; 1.707 m² de garagem; um apartamento de 43 m²
Valor líquido: US$ 38 milhões

8) TRUMP WORLD TOWER, 845 UNITED NATIONS PLAZA (Nova York)

TRUMP WORLD TOWER, 845 UNITED NATIONS PLAZA

TRUMP WORLD TOWER, 845 UNITED NATIONS PLAZA

Tipo: residencial e lojas
A parte de Trump: 837 m² de lojas; 2.655 m² de garagem; um apartamento de 263 m²
Valor líquido: US$ 27 milhões

9) SPRING CREEK TOWERS (Brooklyn, Nova York)

Tipo: unidades habitacionais a preços acessíveis
A parte de Trump: 4% de participação
Valor líquido: US$ 25 milhões

Fred, pai de Trump, acumulou um portfólio de 20 mil apartamentos no Brooklyn e no Queens – que chegaram a valer centenas de milhões de dólares. Mas Donald tinha mais interesse em Manhattan. Ao longo do tempo, a família vendeu a maior parte do que possuía fora do centro. O único bem remanescente da época do pai é uma participação de 4% no Spring Creek Towers, enorme complexo habitacional subsidiado pelo governo, com 46 torres e 5.881 unidades em East New York, no Brooklyn, bairro em que a família Trump investiu em 1973.

10) TRUMP PLAZA (Nova York)

Tipo: residencial e lojas
A parte de Trump: arrendamento até o ano de 2082
Valor líquido: US$ 13 milhões

11) COBERTURA NA TRUMP TOWER (Nova York)

Tipo: residência pessoal
A parte de Trump: 2.800 m²
Valor líquido: US$ 90 milhões

12) 555 CALIFORNIA STREET (São Francisco)

555 CALIFORNIA STREET

555 CALIFORNIA STREET

Tipo: escritórios
A parte de Trump: 30% de participação no valor do edifício
Valor líquido: US$ 317 milhões

A outra metade do acordo que os investidores chineses de Trump fecharam em 2006. Em troca de uma área de 32 hectares no Upper West Side de Nova York, os chineses ficaram com os endereços 1290 Avenue of Americas, em Nova York, e 555 California Street, em São Francisco. Embora os imóveis de escritórios de São Francisco venham caindo, o edifício incrementou o valor da participação de Trump em US$ 32 milhões.

13) TRUMP NATIONAL DORAL MIAMI (Miami)

TRUMP NATIONAL DORAL MIAMI

TRUMP NATIONAL DORAL MIAMI

Tipo: resort de golfe
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 169 milhões

14) MAR-A-LAGO (Palm Beach, Flórida)

MAR-A-LAGO

MAR-A-LAGO

Tipo: clube privado
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 150 milhões

Expressão em espanhol que significa “Mar ao Lago”, o Mar-a-Lago já pertenceu a Marjorie Merriweather Post, socialite que herdou a General Foods em 1914. Trump comprou a propriedade de 126 quartos por US$ 5 milhões em 1985 e transformou-a num clube privado uma década depois. Desde então, ele teve inúmeros embates com os moradores locais, incluindo uma disputa com o município por ter hasteado uma gigantesca bandeira dos Estados Unidos num mastro de 24 metros declarados (a altura máxima permitida na época era 17
metros). A propriedade foi palco da festa de casamento de Trump com a terceira esposa, Melania, em 2005 – que contou com a presença notória do casal Clinton. FORBES reduziu a avaliação depois que outros imóveis de alto luxo, entre os quais um complexo de seis hectares e 33 quartos nas proximidades, tiveram dificuldade para atingir um preço de venda mais alto.

15) CAMPOS DE GOLFE (Estados Unidos)

Tipo: 10 campos de golfe em seis estados, além do Distrito de Colúmbia
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 206 milhões

Os dez clubes de golfe do império de Trump estão espalhados por todo o país, da comunidade costeira de Palos Verdes, na Califórnia, até os subúrbios de Nova York. Os campos são pontos de controvérsia. Donald obteve redução de impostos em terras agrícolas para um clube de golfe em Nova Jersey. Certa vez, para reduzir tributos, ele afirmou às autoridades locais que o valor de mercado de seu clube de Westchester era US$ 1,4 milhão, embora tenha indicado um valor superior a US$ 50 milhões em seus registros para a eleição federal. FORBES descobriu que muitos dos lotes residenciais apontados por sua campanha como sendo de propriedade dele no campo de golfe de Palos Verdes ou já foram vendidos ou ainda não estão aprovados para venda. Sua equipe confirmou que ele tem só 13 lotes remanescentes que podem ser vendidos e outros 23 ainda não aprovados para venda.

16) CAMPOS DE GOLFE (Escócia e Irlanda)

CAMPOS DE GOLFE

CAMPOS DE GOLFE

Tipo: três resorts de golfe em dois países
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 85 milhões

Turnberry, célebre resort de golfe à beira-mar que Trump adquiriu em 2014, está abrigado na terra natal de sua mãe, Mary MacLeod, nascida na Ilha de Lewis (a língua materna dela era o gaélico escocês). Ela chegou aos EUA aos 18 anos, tendo feito a viagem de Glasgow até Ellis Island em 1930 com US$ 50 no bolso. Casou-se com Fred Trump, filho de um imigrante alemão, em 1936. Embora FORBES tenha elevado o valor da propriedade em 7% neste ano, a queda da libra e o fortalecimento do dólar diminuíram seu valor em dólares americanos.

17) TRUMP INTERNATIONAL HOTEL (Washington D.C.)

TRUMP INTERNATIONAL HOTEL

TRUMP INTERNATIONAL HOTEL

Tipo: hotel
A parte de Trump: arrendamento até o ano de 2075
Valor líquido: US$ 104 milhões

Localizado na Pennsylvania Avenue, no imóvel que já foi prédio do Correio, o mais recente projeto imobiliário de Trump está programado para ser inaugurado em breve. A estrutura de quase 120 anos sobreviveu a várias tentativas de demolição e foi transformada num hotel de 263 quartos. O valor total aumentou em US$ 20 milhões no ano passado, mas o valor líquido despencou depois de Trump assumir mais dívidas, retirando US$ 125 milhões de uma linha de crédito de US$ 170 milhões do Deutsche Bank para completar a construção. A equipe de Trump alegou que merece o mesmo valor que os hotéis avaliados em US$ 1 milhão ou mais por chave (quarto). Porém, uma vez que o hotel ainda não abriu, é muito cedo para atribuir a ele um valor igual ao de hotéis consagrados no Distrito de Colúmbia.

18) TRUMP CHICAGO (Chicago)

TRUMP CHICAGO

TRUMP CHICAGO

Tipo: hotel, apartamentos e lojas
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 119 milhões

Trump teve um bate-boca com o prefeito Rahm Emanuel sobre o imponente logotipo Trump no edifício de hotel e apartamentos; o município acabou por aprovar uma lei para controlar o tamanho de futuras placas (bem como a quantidade delas) instaladas ao longo da calçada Riverwalk. Em 2008, Trump processou o Deutsche Bank para obter a extensão do pagamento do empréstimo de construção, mencionando a crise financeira como “força maior”, uma cláusula normalmente reservada a desastres naturais. As partes chegaram a um acordo em 2010.

19) TRUMP INTERNATIONAL HOTEL (Las Vegas)

TRUMP INTERNATIONAL HOTEL

TRUMP INTERNATIONAL HOTEL

Tipo: hotel e apartamentos
A parte de Trump: 50% de participação
Valor líquido: US$ 69 milhões

O reluzente hotel, que diz estar envolto em vidro com ouro 24 quilates, é mais bemsucedido do que as incursões anteriores de Trump em centros de jogo. Enquanto seus cassinos de Atlantic City sofreram com falências de empresas, por fim reduzindo sua participação a nada, este empreendimento conjunto com o também bilionário Phil Ruffin tornou-se um destino prestigiado. Tem 1.282 suítes, mais de metade delas vendidas desde a inauguração, em 2008. Aparentemente, o hotel gerencia pelos proprietários algumas das instalações, fazendo a locação delas.

20) TRUMP WINERY

TRUMP WINERY

TRUMP WINERY

Tipo: vinícola
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 30 milhões

21) SEVEN SPRINGS (Bedford, Nova York)

Tipo: Residência particular
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 17,5 milhões

A casa de campo, onde os filhos do primeiro casamento (com Ivana) passavam o verão, foi construída por Eugene Meyer, editor do jornal Washington Post de 1933 a 1946. O complexo também incluía a residência do melhor amigo de Meyer, Henry Heinz, criador do ketchup Heinz, falecido em 1919. Trump comprou-o em 1996 pelo valor divulgado de US$ 7,5 milhões e planejava transformá-lo num campo de golfe, mas, pelo que consta, não obteve as licenças de zoneamento.

22) LICENCIAMENTO DE PRODUTOS

Tipo: licenciamento de produtos de consumo
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 14 milhões

23) CAIXA/BENS LÍQUIDOS

Valor: US$ 230 milhões (queda de US$ 97 milhões em relação a 2015)

24) AERONAVES

AERONAVES

AERONAVES

Modelos: dois helicópteros Sikorsky S-76B ano 1989, um helicóptero Sikorsky S-76B ano 1990, um Boeing 757 ano 1991, um Cessna 750 Citation X ano 1997
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 35 milhões

25) STARK INDUSTRIAL PARK (Charleston, Carolina do Sul)

Tipo: armazém industrial
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 3,5 milhões

26) DUAS RESIDÊNCIAS (Palm Beach, Flórida)

Tipo: bens pessoais
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 14,5 milhões

27) 809 N. CANON DRIVE (Beverly Hills)

Tipo: bens pessoais
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 9 milhões

28) ATIVIDADE DE GESTÃO E LICENCIAMENTO DE HOTÉIS TRUMP

ATIVIDADE DE GESTÃO E LICENCIAMENTO DE HOTÉIS TRUMP

ATIVIDADE DE GESTÃO E LICENCIAMENTO DE HOTÉIS TRUMP

Tipo: contratos de gestão e/ou licenciamento
A parte de Trump: 100%
Valor líquido: US$ 123 milhões

A empresa de gestão e licenciamento tem quase duas dúzias de estabelecimentos sob seu guarda-chuva. O conglomerado administra alguns hotéis e resorts, entre eles o Trump Vancouver. Outros, como o condomínio de luxo Trump Tower da Índia, limitam-se a pagar pelo uso do nome. Embora ele tenha fechado mais contratos de licenciamento de um ano para cá, FORBES reduziu o valor da carteira depois de várias fontes terem indicado que a receita de propriedades integrais como o Doral Miami e o Trump Las Vegas (divulgada nos documentos da Comissão Federal Eleitoral) não deve ser incluída na avaliação. FORBES já avalia esses bens separadamente e, este ano, subtraiu suas receitas estimadas para evitar duplicidade no cômputo.

Total calculado: US$ 3.700.000.000

Comentários
Topo