Lifestyle

Os melhores destinos do mundo para fotografar em 2017

Tudo indica que 2017 será um ano para grandes viagens em escala global. Apesar de algumas exceções, a economia da maioria dos países está mais estável desde a recessão norte-americana, o mercado global de ações continua a bater recordes e as incertezas da eleição presidencial dos Estados Unidos acabaram.

A tecnologia de captura de imagens e a fotografia também continuam a crescer. Um iPhone ou Android básicos podem fazer hoje o mesmo que uma Nikon, Canon, Sony ou câmera de vídeo de US$ 4.000. Os aparelhos estão mais leves, mais rápidos, menores e mais evoluídos. Além disso, os drones, em especial, estão mudando completamente a perspectiva das pessoas em relação ao mundo.

LEIA MAIS: 30 destinos mais baratos para viajar em 2017

Todas essas novidades são incríveis para os fotógrafos de turismo (amadores e profissionais) e para as centenas de milhares de pessoas que viajam todos os dias através das imagens e vídeos feitos e postados nas redes sociais como Instagram, Snapchat, Facebook e Twitter, além das várias plataformas de fotografias. Ou seja, ver estes locais maravilhosos, remotos e únicos é algo que pode se tornar cada vez mais acessível com o tempo.

Os melhores destinos de 2016 para fotógrafos foram escolhidos com base em vários critérios mas, principalmente, pela qualidade da luz natural. Neste ano, a prioridade foram lugares onde há cultura, cor, características selvagens e muita história.

LEIA TAMBÉM: 4 pequenos e adoráveis hotéis para curtir pelo mundo

Veja na galeria de fotos os melhores destinos do mundo para viajar e tirar fotos incríveis em 2017:

  • Campos de arroz no sudeste da China.

  • O rio Li, fora de Guilin, na China, especialmente durante o nascer-do-sol.

  • Campo de flores Colza amarelas em Luoping, China.

  • Os três pagodes do tempo de Chongsheng, na província de Yunnan, China.

  • Entrada de oceano de lava em Kilauea, Havaí.

  • As ondas do Havaí.

  • Montanhas na ilha Oahu, no Havaí.

  • A antiga cidade de Rovinj, na Croácia, ao pôr-do-sol.

  • A praia “pontuda” em Zlatni, na Costa Dalmácia, na Croácia.

  • A antiga cidade de Dubrovnik, na Croácia.

  • A floresta Bornéu, na Indonésia, habitada por orangotangos e chimpanzés.

  • O Parque Marinho Tun Sakaran, em Bornéu, Indonésia, perto da ilha Sipadan, considerado um dos cinco melhores lugares do mundo.

  • O delta de um rio na Islândia.

  • Um manancial geotérmico quente no coração da Islândia.

  • Lago glacial Jökulsárlón, na Islândia, onde é possível ver a Aurora Boreal.

  • Dubai, principalmente uma vista para o horizonte.

  • Dubai, com vista para a tempestade de areia.

  • A Grande Barreira de Coral da Austrália, onde habitam anêmonas douradas e peixes-palhaço.

  • A Grande Barreira de Coral da Austrália, o maior ecossistema de recife de corais do mundo. Na foto, o Hardy, em Whitsundays.

  • Trolltunga, a formação rochosa no sudoeste da Noruega.

  • As Ilhas Lofoten, na Noruega, de onde também é possível assistir à Aurora Boreal.

  • Reinebringen, nos picos das ilhas Lofoten, na Noruega, durante um pôr-do-sol no verão.

  • A ponte coberta da cidade de Bennington, Vermont, Estados Unidos.

  • Uma das pequenas cidades com folhagens clássicas do outono próximas ao rio Waits River, em Vermont, Estados Unidos.

  • Mt. Ascutney, Vermont, Estados Unidos, com vista panorâmica de uma montanha ao pôr-do-sol.

  • A Floresta Amazônica, no Brasil, habitat dos tucanos.

  • O topo do Pão-de-Açúcar, no Rio de Janeiro, Brasil.

  • Mais Rio de Janeiro: agora a Marquês de Sapucaí, onde são realizados os desfiles das escolas de samba durante o Carnaval.

  • Salvador, a capital da Bahia, Brasil.

  • A parte brasileira do Pantanal, bioma localizado nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, onde vivem as onças-pintadas.

Campos de arroz no sudeste da China.

Comentários
Topo