Lifestyle

A pilota de supercarros que virou febre em Dubai

Reprodução/FORBES

A influenciadora digital vive em Dubai o que muitos amantes de carros considerariam um sonho: dirige supercarros como profissão. (Reprodução/FORBES)

Quando era mais nova, Alex Hirschi dirigia um Mitsubishi sem graça. Agora, com 30 anos, ela coleciona uma série de supercarros de causar inveja em qualquer um. Dona do perfil Supercar Blondie nas redes sociais, a influenciadora digital vive em Dubai o que muitos amantes de carros considerariam um sonho: dirige supercarros como profissão. “Já pilotei uma Ferrari 488 GTB, uma 488 Spider, uma McLaren 570s e uma 540c, um Bentley GT3R, um Gt Speed e um V8s, uma Mercedes AMG GTs e uma Lamborghini Huracan, entre muitos outros.”

VEJA TAMBÉM: Vendas de carros de luxo estão em alta no mundo todo

Ela conta que a melhor parte de dirigir supercarros é como eles a fazem se sentir. “É tão divertido que eu frequentemente me percebo rindo atrás do volante. Sempre amei dirigir”, diz a entusiasta de carros, que cresceu em Queensland, na Austrália.

Alex já deu voltas com Stig, personagem da série de televisão britânica “Top Gear”, em uma pista nos Emirados Árabes, e até dirigiu o batmóvel do filme “Batman”, de 1989. E, quando ela não está a bordo de um supercarro para seus canais, dirige seu próprio BMW i8, apelidado de “The Silent Beast” (“a fera silenciosa”, em tradução livre).

“Em Dubai, nós passamos muito tempo em carros; por isso, não deveríamos gastar este tempo com algo sem graça, mas aproveitar cada minuto em algo que amamos e apreciamos”, diz.

Ao todo, todos os perfis Supercar Blondie têm meio milhão de seguidores que acompanham suas experiências. “São cerca de 200 mil seguidores no Instagram, 300 mil no Facebook e um pouco mais de 10 mil no YouTube”, diz Alex, que trabalhou como locutora de rádio e apresentadora de um programa sobre carros em Dubai antes de migrar em tempo integral para o mundo dos supercarros neste ano.

Reprodução/FORBES

Ao todo, todos os perfis Supercar Blondie têm meio milhão de seguidores que acompanham suas experiências. (Reprodução/FORBES)

Crescer sua marca foi um processo gradual. Talvez, estar na capital mundial de supercarros, com seus ares de ostentação, tenha ajudado a acumular uma base de seguidores tão grande. “É incrível viver em uma cidade onde supercarros são vistos diariamente. Percebi que, se eu amava vê-los, deveria haver mais gente em outros lugares que adoraria vê-los também, então, comecei a documentá-los”, diz Alex.

Como há muitos perfis sobre carros nas redes sociais, Alex decidiu fazer as coisas de maneira diferente para se destacar. “Em vez de avaliar um carro, eu posto a minha experiência do ponto de vista leigo. Não sou uma jornalista automotiva. Ofereço insights sobre a cultura dos supercarros e sobre como é dirigir essas máquinas incríveis de uma maneira leve e divertida.”

Agora, as montadoras começaram a reconhecer seu alcance. “As marcas anunciam em estações de rádio, canais de televisão para espectadores ricos, e é a mesma coisa nas redes sociais. Mas o Oriente Médio ainda tem de avançar no que diz respeito a atingir vários grupos demográficos usando essas plataformas digitais.”

Ela se considera uma pessoa de sorte. “Ter pessoas que entendem o que eu faço não me foi entregue em uma bandeja, eu saí da minha zona de conforto e encontrei uma maneira de chegar onde estou”, conta.

Comentários
Topo