Lifestyle

William Henry cria canivete de US$ 75.000

Reprodução/Forbes

Peça, enfeitada com ouro 24 quilates, safiras azuis e prata esterlina, faz parte da coleção em homenagem a Frank Frazetta (Reprodução/Forbes)

Uma das mais recentes novidades da William Henry, produtora de joias e acessórios masculinos, é uma luxuosa homenagem ao “padrinho das ilustrações fantásticas”, Frank Frazetta, conhecido por seu trabalho em capas de livros, gibis e capas de álbuns, entre outros. A nova coleção, que inclui pingentes, pulseiras, colares, um anel e até um canivete de US$ 75.000, celebra um dos trabalhos mais famosos de Frazetta, “The Silver Warrior”, de 1972.

LEIA MAIS: Caneta de US$ 1 milhão de dólares vai a leilão na Arábia Saudita

“Essa coleção honra o legado de Frank Frazetta e os temas de suas obras atemporais”, afirma Matt Conable, fundador da marca em 1997. “Ele era um artista ousado e criativo que estabeleceu um padrão para os outros seguirem. A pintura ‘The Silver Warrior’ é um mundo por si só, e cada uma dessas peças foram projetadas para capturar esse espírito e contar a história.”

Os acessórios inspirados na obra destacam detalhes simbólicos, como a espada, a armadura, o trenó e outros itens do guerreiro. As peças são feitas à mão utilizando prata, bronze, contas semi-preciosas, ágata e safira azul e não existem duas peças exatamente iguais. O preço varia, em média, entre US$ 175 e US$ 1.250, com exceção do canivete, que custa US$ 75.000. Com gravação artesanal, o item é enfeitado com ouro 24 quilates, safiras azuis, prata esterlina e possui lâmina de aço damasco inoxidável forjado à mão.

“A família está extremamente orgulhosa de trabalhar com a William Henry para trazer a icônica obra do artista em uma coleção atemporal digna do The Frazetta Museum e seu legado”, disse Frank Jr. e Lori Frazetta. Frank faleceu em 2010, aos 82 anos de idade.

VEJA TAMBÉM: Dose de uísque vendida por US$ 10.000 era falsa

A gama de prêmios conquistados pela William Henry aumentou ao longo das duas últimas décadas graças a acessórios exclusivos feitos à mão, como canetas, uma ampla gama de joias para homens (além da coleção Silver Warrior) e abotoaduras.

“Qualidade é uma questão de dar o seu melhor para cada tarefa e se agarrar a responsabilidade do mais alto padrão que podemos mensurar”, explica Conable sobre a cultura da empresa. Hoje, 30 artesãos trabalham no estúdio em McMinnville, Oregon, utilizando suas habilidades consagradas de fazer de cada produto uma obra de arte.

A coleção de joias é fabricada de prata esterlinas gravada ou ligas de titânio e, especialmente no caso dos canivetes, as peças são enfeitadas com metais forjados, ossos de dinossauros fossilizados, dentes de mamute, âmbar e pedras preciosas, entre outros itens. Os instrumentos de escrita da empresa também apresentam materiais nobres e bem finalizando e se tornaram colecionáveis.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo