Conheça 5 tendências atuais de decoração

A cada nova temporada, as tendências mudam. E no segmento de decoração não poderia ser diferente, por isso, FORBES elaborou uma galeria com alguns dos principais movimentos no que diz respeito a design de interiores, com sugestões de produtos que vão moldar a primavera no Hemisfério Norte.

VEJA TAMBÉM: Duas das melhores tendências de decoração para este ano

O conforto e o minimalismo, por exemplo, são conceitos que estão, atualmente, em alta na decoração. Portanto, prepare-se para ver muitas poltronas e sofás super macios e peças que reforçam a clássica frase “menos é mais”.

Veja, na galeria de fotos, 5 tendências de decoração do momento:

  • Conforto sem paralelos e envolvente

    A primavera é uma estação que faz com que tenhamos vontade de sentar, afundar e descansar em ambientes que sejam tão confortáveis quanto prazerosos de observar. Poltronas com curvas voluptuosas, sofás super macios com tecidos ricos e cadeiras de veludo irresistíveis chamam a atenção. A tendência do “confortável” vem diretamente da Escandinávia, que entendeu a necessidade de relaxar em espaços vastos e com atmosfera de casulo. Um exemplo é a espreguiçadeira externa extra-grande Inout 629, da Gervasoni com Paola Navone, que causa um enorme desejo de descansar.

  • Esse caráter reconfortante também é encontrado no sofá Ligne Roset com Noé Duchaufour-Lawrence.

  • Há ainda a luxuosa cama Como, da Frato.

  • Marcas respondem ao chamado da natureza

    A flora e a fauna continuam sendo fonte de inspiração. Seja em bancos que imitam pedras, em luminárias com penas ou em adornos de mesa no formato de águas-vivas, é possível admirar a beleza da natureza em vários objetos. O vaso Bosa Fusca colorido em cerâmica envidraçada da Constance Guisset evoca a juba de um leão ou um lírio calla.

  • A coleção de cristal Hirondelles, da Lalique, faz homenagem ao amor do fundador, René Lalique, pelas andorinhas.

  • O pufe Polar Fluffy Balls, da AP Collection, cobre uma cadeira vintage com incontáveis ursos polares de pelúcia.

  • O minimalismo reina em espaços desordenados

    A frase emblemática de Ludwig Mies van der Rohe, “menos é mais”, continua verdadeira. A procura por produtos mais estreitos ou menores e sem ornamentação continua a aumentar. Envolta em simplicidade, o que é incrivelmente complexo e cheio de dificuldades, a ideia é reduzir as coisas a sua essência, sem mais, sem menos. A Zens, por exemplo, convidou Nendo para desenhar cinco novas coleções de louças, vasos, mesas, bancos e estantes equilibrando arte e praticidade.

  • As bandejas e caixa de potpourri em bambu Plateau, de Kohchosai Kosuga para a OEO, exibem a funcionalidade japonesa com uma estética sóbria dinamarquesa.

  • Milão da década de 1970 encontra o classicismo japonês na mesa de ferro com inspiração etrusca de Mantua para a Hamilton Conte, mesclando uma textura orgânica com linhas limpas.

  • Geometria aumenta o interesse visual

    Círculos, quadrados, triângulos ou polígonos. Formas de todos os tamanhos aparecem na estrutura, na silhueta ou na estampa, frequentemente múltiplas vezes no mesmo produto. É possível observar a tendência na Wonderglass com a escultura experimental de vidro soprado em formato de diamante Hollow, de Dan Yeffet, que molda a luz como um elemento básico.

  • Na Seletti, o espelho Tribal Masks desenhado por Marcantonio exibe cores fluorescentes e vibrantes combinadas com formas ancestrais.

  • A DesignHeure exibe o painel de iluminação, suspensão ou luminária contemporânea arquitetônica, modular, gráfica e customizável Mozaik, que estrutura e veste o espaço, de Davide Oppizzi, que se inspirou em mosaicos e formas geométricas.

  • Linhas de todos os tipos revestem os móveis

    Em absolutamente todos os lugares, linhas correm em todas as direções – para cima, para baixo, esquerda ou direita -, envolvendo tanto objetos planos quanto arredondados e mantendo as coisas interessantes. Um exemplo é a prateleira Fanny, da Harto, com portas cobertas de colunas de linhas retas como uma cerca.

  • A luminária Oyster, de Jette Scheib para a Forestier, que lembra uma pérola de luz abrigada em uma concha, é composta de cordas que formam linhas gráficas.

  • Já a coleção Scala, da Giobagnara, de banquetas, mesas, criados-mudos e aparadores por Stéphane Parmentier apresentam um formato empilhado.

Conforto sem paralelos e envolvente

A primavera é uma estação que faz com que tenhamos vontade de sentar, afundar e descansar em ambientes que sejam tão confortáveis quanto prazerosos de observar. Poltronas com curvas voluptuosas, sofás super macios com tecidos ricos e cadeiras de veludo irresistíveis chamam a atenção. A tendência do “confortável” vem diretamente da Escandinávia, que entendeu a necessidade de relaxar em espaços vastos e com atmosfera de casulo. Um exemplo é a espreguiçadeira externa extra-grande Inout 629, da Gervasoni com Paola Navone, que causa um enorme desejo de descansar.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).