Listas

9 mulheres mais poderosas de 2014

Todos os anos, FORBES organiza a lista das pessoais mais poderosas do mundo. Pelo segundo ano seguido, 9 mulheres destacam-se e é a primeira vez em que duas delas aparecem na Top 10.

A presidente Dilma Rousseff conquistou o 3º lugar entre as mulheres – e 31º na lista geral. A chanceler alemã Angela Merkel lidera o ranking, graças a suas posições na política e no mercado internacional. Em seguida, Janet Yellen, diretora do Banco Central norte-americano aparece na segunda posição.

Entre as chefes de Estado, líderes indústrias e bilionários, não há dúvida sobre a característica que todas tem em comum: são as primeiras – e únicas – mulheres a possuírem seus títulos atuais.

Quer saber quais as outras personalidades ajudam a comandar o mundo? Veja a seguir a lista com as 9 mulheres mais poderosas de 2014:

  • Diretora geral da Organização Mundial da Saúde (OMS).Posição no ranking geral: 67ª. Como líder da OMS, a agência de saúde mais importante da ONU, a Dra. Margaret Chan está lidando com o que pode ser a pior epidemia desde a gripo de 1918: o Ebola.

  • Diretora executiva do Conselho. Posição no ranking geral: 66ª. A rainha da mineração domina os negócios do minério de ferro e é a maior bilionário da Austrália.

  • CEO da General Motors. Posição no ranking geral: 62ª. A celebração da primeira mulher a comandar uma das maiores montadoras do país acabou logo depois que o champanhe foi estourado. Mary Barra assumiu o controle da GM e em abril teve que responder um processo sobre um erro em uma das ignições que causou no mínimo 21 mortes nos EUA.

  • CEO da IBM. Posição no ranking geral: 55ª. Após dois anos no comando da IBM, Rometty anda passando por momentos complicados. Já no décimo quadrimestre seguido de queda nos lucros, a empresa está focando-se em aumentar as vendas.

  • Presidente da Coréia do Sul. Posição no ranking geral: 46ª. Park Geun-hye teve um ano conturbado após ser eleita a primeira presidente mulher da Coréia do Sul em 2013.

  • Diretora da Reserva Federal dos EUA. Posição no ranking geral: 6ª. Janet Yellen é a primeira mulher a comandar o banco central mais influente do mundo.

  • Presidente do Brasil. Posição no ranking geral: 31ª. Apesar dos diversos escândalos de seu partido, a presidente foi reeleita recentemente em uma das eleições mais acirrados da história democrática do país.

  • Diretora administrativa do FMI. Posição no ranking geral: 33ª. Primeira mulher a comandar a organização financeira de 188 anos, Christine Lagarde deparou-se com um “período medíocre” da economia global.

  • Chanceler alemã. Posição no ranking geral: 5ª. Merkel anda recebendo elogios por suas posições na política internacional – o posicionamento da Alemanha sobre assuntos militares ainda era um tabu no país.

Diretora geral da Organização Mundial da Saúde (OMS).Posição no ranking geral: 67ª. Como líder da OMS, a agência de saúde mais importante da ONU, a Dra. Margaret Chan está lidando com o que pode ser a pior epidemia desde a gripo de 1918: o Ebola.

Topo