Listas

10 profissões mais estressantes dos EUA em 2015

Há muitos aspectos a serem considerados na hora de escolher uma profissão. Além da aptidão para a área escolhida, as condições de trabalho e o retorno financeiro também falam alto na hora da decisão. Mas, no mundo em que vivemos hoje, a qualidade de vida é uma preocupação cada vez maior na hora de aceitar um emprego.

RANKING: 10 profissões menos estressantes dos EUA em 2015

Pensando nisso, o site de empregos CareerCast listou quais as 10 profissões mais estressantes para os norte-americanos. Entre elas, a carreira militar e a área de comunicações, como a função de jornalista, foram as que mais se destacaram pelo desgaste do dia a dia.

Para formar o ranking, o site se baseou em dados recolhidos desde 1995 com a ajuda de uma equipe da Universidade de Wisconsin e pesquisadores que trabalharam sob a supervisão do especialista em carreiras Les Krantz. O grupo também usou informações do Departamento do Trabalho norte-americano, de associações comercias e de empresas de pesquisa privadas.

Veja na galeria de fotos as 10 profissões mais estressantes dos EUA em 2015:

  • Média salarial anual: US$ 45.600. Projeção de crescimento até 2022: 7%

  • Média salarial anual: US$ 28.800. Projeção de crescimento até 2022:

  • Média salarial anual: US$ 196.300. Projeção de crescimento até 2022:

  • Média salarial anual: US$ 98.400. Projeção de crescimento até 2022: -1 %

  • Média salarial anual: US$ 57.000. Projeção de crescimento até 2022: 5%

  • Média salarial anual: US$ 46.100. Projeção de crescimento até 2022: 4%

  • Média salarial anual: US$ 60.100. Projeção de crescimento até 2022: 2%

  • Média salarial anual: US$ 45.800. Projeção de crescimento até 2022: 33%

  • Média salarial anual: US$ 42.300. Projeção de crescimento até 2022: 3%

  • Média salarial anual: US$ 37.100. Projeção de crescimento até 2022: -13%

Média salarial anual: US$ 45.600. Projeção de crescimento até 2022: 7%

Topo