10 bilionários conhecidos entre os novatos de 2015

O ranking de bilionários FORBES de 2015 trouxe 290 novos membros. Todos os continentes, fora a Antártida, tiveram novos estreantes neste ano. O destaque vem da China: de todos estes nomes, 25% vieram do país oriental. Em segundo lugar veio os Estados Unidos, país com maior números de bilionários no geral, com 57 nomes. Destes alguns se destacam pelos serviços oferecidos, como Reed Hastings e sua popular criação, o Netflix, enquanto outros destacam-se por seus feitos antes de se tornarem endinheirados, como o ex-jogador de basquete Michael Jordan. Veja na galeria de fotos a seguir 10 conhecidos novatos que acabaram de entrar para a lista FORBES:

  • Fortuna: US$ 1 bilhão. Fonte da fortuna: produtos esportivos. Colocação geral: 1741º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 5,3 bilhões. Fonte da fortuna: aplicativo Uber. Colocação geral: 823º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 1 bilhão. Fonte da fortuna: Netflix. Colocação geral: 1741º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 1,3 bilhão. Fonte da fortuna: jogo “Minecraft”. Colocação geral: 1415º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 2,9 bilhões. Fonte da fortuna: aplicativo KakaoTalk. Colocação geral: 628º. País: Coreia do Sul

  • Fortuna: US$ 1,5 bilhão cada. Fonte da fortuna: Snapchat. Colocação geral: 1250º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 4,5 bilhões. Fonte da fortuna: empresa de saúde Theranos. Colocação geral: 360º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 2,2 bilhões. Fonte da fortuna: investimentos pela Sequoia Capital. Colocação geral: 847º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 3,2 bilhões cada. Fonte da fortuna: rede Chick-Fil-A. Colocação geral: 557º. País: EUA

  • Fortuna: US$ 1,9 bilhão. Fonte da fortuna: Airbnb. Colocação geral: 1006º. País: EUA

Fortuna: US$ 1 bilhão. Fonte da fortuna: produtos esportivos. Colocação geral: 1741º. País: EUA

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).