Listas

Brasil é o país latino-americano que mais investe em esportes

Os Jogos Panamericanos de 2015, encerrados no último domingo (26), movimentaram o mês de julho. Os dois primeiros colocados no quadro de medalhas não surpreenderam: Estados Unidos e Canadá, respectivamente. No entanto, entre os países latino-americanos, foi a primeira vez em 48 anos que o Brasil apareceu antes de Cuba na colocação geral. Com 41 medalhas de ouro, os brasileiros terminaram em terceiro lugar. Já os cubanos ficaram em quarto, com 36 medalhas.

RANKING: 15 jogadores de futebol mais bem pagos do mundo em 2015

Um dos motivos do destaque brasileiro na competição foi o investimento do país no esporte. Em 2015, o gasto do governo brasileiro foi de US$ 842,4 milhões. O Brasil é o país do subcontinente que mais dedicou dinheiro ao esporte. Em 2015, investiu 44,4% do total de US$ 1,89 bilhão aplicado pelos dez primeiros colocados no ranking. Não é a toa, os principiais eventos esportivos do mundo aconteceram e acontecerão no país: Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

MAIS: 15 equipes mais valiosas do esporte em 2015 

O México, segundo colocado, teve a verba dedicada ao esporte menor nos últimos anos. Desde 2013, o investimento diminuiu quase pela metade. Apesar do destaque no futebol, a Argentina, segundo colocado na Copa América do Chile, aparece em décimo lugar entre os maiores investidores e não teve uma boa colocação no Pan.

Veja quais são os países da América Latina que mais gastam com esportes:

  • 1º) Brasil

    Valor investido em 2015: US$ 842,4 milhões

    Colocação no Pan 2015: 3º lugar

    No Brasil, o esporte já se tornou uma ferramenta política. O valor investido na área é muito alto especialmente por causa dos grandes eventos que aconteceram, como a Copa do Mundo de 2014, e que acontecerão em 2016: as Olimpíadas. Os gastos são em projetos de infraestrutura e preparação dos atletas, entre outros.

  • 2º) México

    Valor investido em 2015: US$ 233 milhões

    Colocação no Pan 2015: 6º lugar

    Apesar de aparecer em segundo lugar, a cada ano o valor dedicado a prática esportiva no país cai. Em 2013, por exemplo, os gastos foram de US$ 464 milhões. O governo mexicano renunciou organizar o Mundial de Natação de 2017 por medidas de austeridade – preferiram não gastar os US$ 100 milhões que seriam investidos no evento em Guadalajara.

  • 3º) Chile

    Valor investido em 2015: US$ 213 milhões

    Colocação no Pan 2015: 11º lugar

    Do valor total, 45% foram dedicados a investimentos para a Copa América, disputada em junho. A competição é a mais importante de futebol disputada entre as seleções do continente. O Chile se sagrou campeão e federações de outros esportes protestaram por verba maior. Elas conseguiram bons investimentos para se prepararem para os Jogos Panamericanos de Toronto, mas o resultado ficou aquém do esperado.

  • 4º) Colômbia

    Valor investido em 2015: US$ 169,3 milhões

    Colocação no Pan 2015: 5º lugar

    Nos últimos anos, o governo colombiano decidiu apostar no esporte como um dos seus pilares. Como consequência, a seleção de futebol conseguiu bons resultados na Copa do Mundo no Brasil e chegou às quartas de final da competição. Outro destaque foi o ciclista Nairo Quintana, que ganhou o Giro da Itália, uma das provas mais importantes do mundo. A Colômbia também é uma potencia em levantamento de peso, ciclismo de pista, patinação de velocidade e em provas de atletismo.

  • 5º) Equador

    Valor investido em 2015: US$ 52,5 milhões

    Colocação no Pan 2015: 9º lugar

    Graças ao programa de apoio econômico do país, pelo menos 246 esportistas de alto rendimento recebem salários para se dedicarem exclusivamente a treinar. Fazia quase dez anos que eles não tinham recursos assim.

  • 6º) Panamá

    Valor investido em 2015: US$ 65,3 milhões

    Colocação no Pan 2015: 24º lugar

    Este é o mais da América Central que mais investe no esporte. A medida se deve principalmente ao novo modelo de construções de estádios e unidades esportivas tanto para times profissionais quanto para população no geral.

  • 7º) Cuba

    Valor investido em 2015: US$ 62,1 milhões

    Colocação no Pan 2015: 4º lugar

    Os esportistas cubanos estão sempre entre os primeiros lugares nos rankings esportivos. Em 2014, por exemplo, o país foi campeão dos Jogos da América Central. Na edição de 2015, foi a primeira vez em 48 anos que o Brasil conseguiu superar Cuba.

  • 8º) República Dominicana

    Valor investido em 2015: US$ 50,2 milhões

    Colocação no Pan 2015: 13º lugar

    A República Dominicana é o país que mais exporta jogadores de beisebol no mundo e muitos atletas da NBA também são do país. Os atletas dominicanos se destacam em corrida com obstáculos. Para o Pan, o governo desembolsou US$ 5 milhões.

  • 9º) Porto Rico

    Valor investido em 2015: US$ 32,8 milhões

    Colocação no Pan 2015: 17º lugar

    Programas de esporte na escola e jogos nacionais são algumas das apostas do país. Um dos seus projetos mais importantes foi a criação dos Jogos de Porto Rico, no qual participam jovens entre 7 e 20 anos. O objetivo é encontrar atletas talentosos para representar a nação.

  • 10º) Argentina

    Valor investido em 2015: US$ 30,3 milhões

    Colocação no Pan 2015: 7º lugar

    Os argentinos têm uma grande tradição no esporte. Seus programas estatais criaram grandes atletas no tênis, futebol, basquetebol, hóquei e até mesmo no boxe. Atualmente, o país vive uma situação econômica complicada, mas os investimentos continuam.

1º) Brasil

Valor investido em 2015: US$ 842,4 milhões

Colocação no Pan 2015: 3º lugar

No Brasil, o esporte já se tornou uma ferramenta política. O valor investido na área é muito alto especialmente por causa dos grandes eventos que aconteceram, como a Copa do Mundo de 2014, e que acontecerão em 2016: as Olimpíadas. Os gastos são em projetos de infraestrutura e preparação dos atletas, entre outros.

Comentários
Topo