Listas

10 empresas mais inovadoras do Brasil em 2015

As 10 economias mais inovadoras do mundo são, na ordem, Suíça, Reino Unido, Suécia, Finlândia, Holanda, Estados Unidos, Cingapura, Dinamarca, Luxemburgo e Hong Kong, aponta o The Global Innovation Index 2014, conduzido pela Johnson Cornell University, pelo INSEAD (uma das maiores escolas de negócios do mundo) e pela WIPO (World Intellectual Property Organization), que analisaram 143 países a partir de 81 indicadores. O Brasil ocupa a 61ª posição na lista, mas cai para o 71º no cálculo de proporção de eficiência.

De todos os BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), a Índia, em 76º lugar, é o país que apresenta a colocação mais baixa, seguida pelo Brasil. Mais do que um ranking, o documento é um estudo que demonstra, por meio de exemplos em diversas partes do mundo, que no pós-crise a recuperação chega mais rápido quando há investimento em pesquisa e desenvolvimento. O fator humano, com destaque para os talentos, também é destacado na última edição do estudo como determinante para a inovação (veja a opinião de um especialista sobre o tema nas próximas páginas).

RANKING: Entre as atrações estão torres, muralhas e igrejas medievais

Embora a economia brasileira não esteja entre as 50 mais inovadoras do mundo, há um punhado de companhias realmente inovadoras no país, que podem ser consideradas de classe mundial. Graças aos investimentos crescentes em pesquisa e desenvolvimento, atenção às tendências e às opiniões dos funcionários e consumidores e, claro, uma boa dose de persistência, há exemplos que de tão inovadores ganharam o mundo e hoje exportam suas criações para dezenas de países. Para chegar a eles, FORBES Brasil buscou as fontes mais renomadas no assunto e estabeleceu alguns critérios (como ineditismo, eficiência, ética, ruptura acompanhada de sustentabilidade financeira, ética e respeito ao meio-ambiente) para abrir a votação.

A cada jurado foi solicitado que indicasse pelo menos três nomes de empresas inovadoras no país. Com as indicações em mãos, consolidamos os resultados e chegamos aos 10 nomes abaixo, em ordem alfabética. Vale lembrar que não se trata de um ranking, pois seria muito complicado (para não falar injusto) comparar empresas com histórias, receitas e setores tão diferentes.

MAIS RANKING: 20 maiores bilionários do Brasil

Mas, afinal, o que é inovação? Em empresas, explica o especialista Daniel Domeneghetti, CEO da DOM Strategy Partners, é a capacidade sistêmica de melhorar ou modificar padrões estabelecidos. Melhorar é adequar ou incrementar. Modificar é gerar ruptura dos modelos de negócios, processos, sistemas de gestão, produtos, serviços, tecnologias, comportamentos, dentre outros.” Seja o que for, ele explica que só é inovação o que gera (ou protege) valor à empresa, seus acionistas e clientes. “Ou seja, tem que trazer resultado no mundo real.”

Veja na galeria de fotos as 10 empresas mais inovadoras do Brasil em 2015 (em ordem alfabética):

  • Cristália

    Foge do trivial da química fina e se insere no mercado de fármacos de alta densidade de valor e impacto.

  • Elektro

    Distribuidora de energia coloca em prática o conceito de que um líder é fator essencial para os negócios.

  • Embraer

    No transporte civil, difundiu-se no mundo com um custo de operação competitivo; no militar, desenvolveu o KC390, para transporte de tropas e cargas, para competição global em aeronaves de combate; na aviação executiva, incorporou o design e a arte com a mesma competência que lidou com aerodinâmica.

  • Granbio

    Abriu a segunda geração de energia renovável. Conta com o apoio e o financiamento da Finep, a Agência Brasileira de Inovação.

  • Natura

    Tem seu modelo de negócios, que foi ancorado no propósito da sustentabilidade e no uso biodiversidade brasileira.

  • Netshoes

    Quebrou paradigmas ao ser a pioneira na venda de calçados esportivos pela internet, um modelo de negócios no qual poucas pessoas colocavam fé.

  • O Boticário

    Tornou o que era apenas uma bandeira em um grupo (da rede O Boticário para a holding que hoje tem outros negócios como Quem disse, Berenice?) com inovação em comuniçação e marketing.

  • Sem Parar

    Depois da passagem non-stop em pedágios de rodovias e catracas de estacionamentos de shoppings, hospitais e edifícios, a marca continua inovando e amplia seu serviços para s compra de combustível.

  • WEG

    É uma das poucas empresas brasileiras com aptidão para tornar-se uma empresa sistemista aos moldes da GE, Siemens e Bosch. Trabalhou a inovação em diversas linhas de produtos complementares e solidificou uma proposta de atuação de mercado com base em segmentos de aplicação. É um centro de excelência tecnológico mundial em sua área.

  • Whirpool

    O que dizer da fabricante de geladeiras, fogões e máquinas de lavar que criou uma máquina que faz suco, refrigerantes, chás, cafés, frapês, energéticos e até mesmo drinks em segundos, a partir do uso de cápsulas? Essa criação que promete mudar hábitos elevou em muitos graus a imagem de inovação da companhia.

Cristália

Foge do trivial da química fina e se insere no mercado de fármacos de alta densidade de valor e impacto.

Comentários
Topo