Listas

10 marcas esportivas mais valiosas de 2015

A Nike tem crescido ano após ano. Desde 2007, o valor da marca cresceu de US$ 7,5 bilhões para US$ 26 bilhões. A parceria de tênis de basquete que a empresa fez com Michael Jordan tem sido extremamente lucrativo para os dois lados e fez com que Nike dominasse 95% do mercado de tênis de basquete nos Estados Unidos. Não a toa, é a marca esportiva mais valiosa de 2015.

VEJA TAMBÉM: 10 atletas mais bem pagos na última década

A lista anual de Forbes, Fab 40, escolhe as 40 marcas esportivas mais valiosas do mundo. O ranking é dividido em quatro categorias, cada uma com seu respectivo vencedor: empresas, eventos, atletas e equipes. A Fab 40 não reúne exatamente quem é mais valioso, mas a sua marca, ou seja: os valores apresentados são a diferença entre o valor estimado da marca do negócio e o valor de um negócio similar. No caso dos atletas, pode-se tomar Tiger Woods como exemplo: US$ 30 milhões é o quanto o golfista vale se tirar a média dos atletas de alto nível. Este valor representa a sua marca, o quanto ele se destaca.

Mais importante do que quantificar quanto vale uma marca em um momento específico do tempo, medir ao longo de alguns anos pode dizer quais empresas estão crescendo, como a Nike, e quais estão diminuindo, como a Reebok, cujo valor caiu 5,7% em relação ao ano passado.

E MAIS: 10 times mais valiosos do futebol americano

Veja na galeria de fotos as dez empresas esportivas com marcas mais valiosas de 2015:

  • 1º) Nike

    Valor da marca: US$ 26 bilhões

    A Nike, cujo valor cresceu US$ 7 bilhões em relação ao ano passado, domina 95% do mercado de calçados de basquete nos Estados Unidos, incluindo sua marca subsidiária Jordan. Suas ações superaram as médias do mercado de ações durante o ano passado.

  • 2º) ESPN

    Valor da marca: US$ 17 bilhões

    A receita da ESPN está mais alta a cada ano graças a aumentos contratuais nos pagamentos de afiliadas. A receita de publicidade do canal, por outro lado, tem caído.

  • 3º) Adidas

    Valor da marca: US$ 6,2 bilhões

    A Adidas tem perdido mercado para a Nike, mas a sua tentativa de ganhar mais espaço no campo do futebol, com o lançamento de duas novas linhas, pode ser uma maneira de renovar seu apelo entre os adolescentes.

  • 4º) Under Armour

    Valor da marca: US$ 5 bilhões

    Em 2014, a Under Armour ultrapassou a Adidas no mercado de calçados e vestuário nos Estados Unidos (e passou de quinto lugar no ano passado para quarto nesse ano) com US$ 2,6 bilhões em vendas nos 11 meses desde o dia três de janeiro, em comparação aos US$ 1,6 bilhão da concorrente alemã.

  • 5º) Sky Sports

    Valor da marca: US$ 4,6 bilhões

    Sky Sports tem cerca de 5,5 milhões de assinantes que pagam uma média de US$ 38 por mês para o maior canal de esportes via satélite da Europa.

  • 6º) MLBAM

    Valor da marca: US$ 2 bilhões

    A marca, que valia US$ 520 milhões no ano passado, cresceu mais de três vezes graças a novos negócios, como o com a The National Hockey League (NHL), pelo qual a MLBAM pagará US$ 100 milhões anualmente por seis temporadas para assumir as operações digitais e de transmissão para jogos fora das áreas em que são jogados.

  • 7º) YES

    Valor da marca: US$ 1,3 bilhões

    Durante 2014, temporada final do jogador Derek Jeter, a rede YES, especializada em beisebol, teve uma média de audiência de 2,99, 14% mais alto do que na temporada passada, e a maior audiência de qualquer emissora regional de esportes do país. No ano passado, a YES estava avaliada em US$ 680 milhões.

  • 8º) Reebok

    Valor da marca: US$ 830 milhões

    Desde sua aquisição pela Adidas em 2006, a porção do mercado de tênis que a Reebok detinha caiu de 8% a 2%. O valor da marca, que era de US$ 880 milhões no ano passado, caiu 5,7%.

  • 9º) NESN

    Valor da marca: US$ 700 milhões

    Os lucros da NESN tiveram um ganho de dois dígitos graças a um aumento na taxa média mensal cobrada das emissoras regionais afiliadas.

  • 10º) UFC

    Valor da marca: US$ 460 milhões

    Em um esforço para crescer, a UFC direcionou seu fluxo de receita em direção à televisão, com novos acordos com a Fox, a Globo, a Televisa e outras emissoras, em vez de focar em pay-per-view.

1º) Nike

Valor da marca: US$ 26 bilhões

A Nike, cujo valor cresceu US$ 7 bilhões em relação ao ano passado, domina 95% do mercado de calçados de basquete nos Estados Unidos, incluindo sua marca subsidiária Jordan. Suas ações superaram as médias do mercado de ações durante o ano passado.

Comentários
Topo