Listas

15 maiores bilionários do Brasil

A reação negativa da bolsa aos desdobramentos da Operação Lava-Jato – que teve novo capítulo ontem com a prisão do prestigiado banqueiro André Esteves – tem repercutido no patrimônio de alguns dos maiores bilionários brasileiros, remodelando a lista dos mais ricos do país. Com a perda de cerca de R$ 1,3 bilhão de patrimônio apenas no pregão de ontem, Esteves deslizou da 13ª posição, que ocupava em agosto, para a 15ª colocação entre os maiores bilionários brasileiros.

SAIBA MAIS: Fortuna de André Esteves cai R$ 1,3 bilhão com prisão na Operação Lava-Jato

Também preso pela Operação Lava-Jato, Marcelo Odebrecht segue estacionado em 9º lugar como representante do patrimônio da família no conglomerado Odebrecht, que é um grupo de capital fechado e, assim, com valor de mercado menos volátil.

VEJA TAMBÉM: Como os bilionários controlam a sua vida

Outros bilionários brasileiros perderam fortuna como efeito da queda nos preços de suas companhias em bolsa.
A pole-position da lista segue tendo o trio da gigante AB Inbev, Jorge Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, que tiveram suas fortunas aumentadas nos últimos meses na carona de novas cartadas ousadas do conglomerado, como a compra da britânica SABMiller, número 2 do mercado de cervejas do mundo. Somado, o patrimônio dos três empresários mais ricos do Brasil encorpou cerca de RS$ 26 bilhões em apenas três meses.

ENTENDA: 16 maiores fusões empresariais de 2015

Quem igualmente tem tido sua fortuna turbinada graças a seus negócios fora do Brasil é Eduardo Saverin, que ganhou cerca de R$ 6 bilhões desde agosto. Com isso, o cofundador do Facebook saltou da oitava para a quinta posição entre os maiores bilionários brasileiros.

RANKING: 30 maiores bilionários dos Estados Unidos

Veja na galeria de fotos os 15 maiores bilionários do Brasil hoje:

  • 1º) Jorge Paulo Lemann

    Fortuna: R$ 98,25 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 83,70 bilhões (1º)

    Origem do patrimônio: cervejaria e investimentos

  • 2º) Joseph Safra

    Fortuna: R$ 57 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 52,90 bilhões (2º)

    Origem do patrimônio: setor bancário

  • 3º) Marcel Herrmann Telles

    Fortuna: R$ 50,25 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 42,26 bilhões (3º)

    Origem do patrimônio: cervejaria e investimentos

  • 4º) Carlos Alberto da Veiga Sicupira

    Fortuna: R$ 43,50 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 36,93 bilhões (4º)

    Origem do patrimônio: cervejaria e investimentos

  • 5º) Eduardo Saverin

    Fortuna: R$ 23,62 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 17,53 bilhões (8º)

    Origem do patrimônio: Facebook

  • 6º) João Roberto Marinho

    Fortuna: R$ 22,87 bilhões (empatado)

    Fortuna em agosto: R$ 23,80 bilhões (5º – empatado)

    Origem do patrimônio: mídia

  • 6º) José Roberto Marinho

    Fortuna: R$ 22,87 bilhões (empatado)

    Fortuna em agosto: R$ 23,80 bilhões (5º – empatado)

    Origem do patrimônio: mídia

  • 6º) Roberto Irineu Marinho

    Fortuna: R$ 22,87 bilhões (empatado)

    Fortuna em agosto: R$ 23,80 bilhões (5º – empatado)

    Origem do patrimônio: mídia

  • 9º) Marcelo Odebrecht & família

    Fortuna: R$ 13 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 13,10 bilhões (9º)

    Origem do patrimônio: construção e petroquímica

  • 10º) Abilio dos Santos Diniz

    Fortuna: R$ 12,75 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 12,83 bilhões (10º)

    Origem do patrimônio: varejo

  • 11º) Walter Faria

    Fortuna: R$ 10,12 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 10,40 bilhões (11º)

    Origem do patrimônio: cervejaria

  • 12º) Francisco Ivens de Sá Dias Branco

    Fortuna: R$ 10,11 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 10,36 bilhões (12º)

    Origem do patrimônio: indústria de alimentos

  • 13º) José Luís Cutrale & família

    Fortuna: R$ 9,37 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 7,82 bilhões (15º)

    Origem do patrimônio: frutas

  • 14º) Aloysio de Andrade Faria

    Fortuna: R$ 8,62 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 8,45 bilhões (14º)

    Origem do patrimônio: setor bancário

  • 15º) André Esteves

    Fortuna: R$ 7,60 bilhões

    Fortuna em agosto: R$ 9,07 bilhões (13º)

    Origem do patrimônio: setor bancário e investimentos

1º) Jorge Paulo Lemann

Fortuna: R$ 98,25 bilhões

Fortuna em agosto: R$ 83,70 bilhões (1º)

Origem do patrimônio: cervejaria e investimentos

Comentários
Topo