15 maiores fracassos de Hollywood em 2015

Era uma vez em uma terra chamada Hollywood, um tempo em que ter uma grande estrela no elenco era um investimento que sempre valia a pena e trazia grandes retornos de bilheteria. Este conto de fadas financeiro é, agora, pura ficção: entre os maiores fracassos de bilheteria de 2015 estão filmes estrelados por Bradley Cooper, George Clooney e Johnny Depp, entre outros.

VEJA TAMBÉM: 10 melhores filmes de terror dos últimos 5 anos

No topo dos fracassados está “Rock The Kabash”, inédito no Brasil. A comédia excêntrica com Bill Murray foi mal avaliada pela crítica e não foi nada bem: arrecadou apenas US$ 2,9 milhões com custos de produção estimados em US$ 15 milhões. Isto é, teve apenas 19% de retorno dos custos.

E MAIS: 20 maiores animações da história do cinema

Para determinar os maiores fracassos de Hollywood até então foi calculada a porcentagem de arrecadação mundial baseada no custo de filmes até 18 de novembro. Ou seja, o quanto ele deve de retorno proporcional a o quanto foi gasto. Foram consideradas produções exibidas em mais de 2.000 cinemas e lançadas até novembro. Os dados são de portais especializados, como Box Office Mojo e IMDB, e outras fontes.

Veja na galeria de fotos os 15 maiores fracassos de Hollywood em 2015 até então:

  • 1º) “Rock The Kabash”

    Bilheteria: US$ 2,9 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 15 milhões

  • 2º) “O Franco-Atirador”

    Bilheteria: US$ 10,7 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 40 milhões

    Retorno: 27%

  • 3º) “Hacker”

    Bilheteria: US$ 19,4 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 70 milhões

    Retorno: 28%

  • 4º) “Negócios Fora de Controle”

    Bilheteria: US$ 14,4 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 35 milhões

    Retorno: 41%

  • 5º) “Jem and the Holograms”

    Bilheteria: US$ 2,3 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 5 milhões

    Retorno: 46%

  • “6º) Self/Less”

    Bilheteria: US$ 12,3 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 26 milhões

    Retorno: 47%

  • 7º) “American Ultra: Armados e Alucinados”

    Bilheteria: US$ 15,4 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 28 milhões

    Retorno: 55%

  • 8º) “Música, Amigos e Festa”

    Bilheteria: US$ 3,6 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 6 milhões

    Retorno: 60%

  • 9º) “Sob o Mesmo Céu”

    Bilheteria: US$ 26,3 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 37 milhões

    Retorno: 71%

  • 10º) “Mortdecai – A Arte da Trapaça”

    Bilheteria: US$ 47,3 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 60 milhões

    Retorno: 79%

  • 11º) “Peter Pan”

    Bilheteria: US$ 119,8 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 150 milhões

    Retorno: 80%

  • 12º) “A Ressaca 2”

    Bilheteria: US$ 13,1 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 14 milhões

    Retorno: 94%

  • 13º) “O Destino de Júpiter”

    Bilheteria: US$ 183,9 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 176 milhões

    Retorno: 104%

  • 14º) “Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível”

    Bilheteria: US$ 209 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 190 milhões

    Retorno: 110%

  • 15º) “A Colina Escarlate”

    Bilheteria: US$ 62,6 milhões

    Custos estimados de produção: US$ 55 milhões

    Retorno: 114%

1º) “Rock The Kabash”

Bilheteria: US$ 2,9 milhões

Custos estimados de produção: US$ 15 milhões

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).