Listas

25 empresas que crescem sem parar (e você talvez nem conheça)

Já ouviu falar na Raise? A startup de cartões de presente é um fenômeno nos Estados Unidos São mais de 1 milhão de clientes que compram e vendem cartões por meio de seus smartphones. Apenas 14 meses depois de ser fundada, atingiu uma receita de US$ 100 milhões.

VEJA TAMBÉM: 16 maiores fusões empresariais de 2015

E a Redfin? A empresa de mercado de imóveis on-line já fechou mais de US$ 20 bilhões em vendas de casas. Elas não estão sozinhas. Há um mundo de companhias faturando alto com ideias inovadoras. Veja na galeria de fotos 25 startups que não param de crescer e você não conhece:

  • Affirmed Networks

    O que faz: Desenvolve softwares para a operação de redes de comunicações móveis

    Fundador: Hassan Ahmed

    Investidores notáveis: CRV, Matrix Partners, Lightspeed Venture Partners, Bessemer Venture Partners

    Capital arrecadado: US$ 163 milhões

    Uma das empresas contratadas para digitalizar as redes de comunicações móveis da AT&T, bem como as da LG Uplus, ElephantTalk e Transatel, ela gerou, segundo estimativas, uma receita de US$ 20 milhões no ano passado. Tem outros 40 clientes usando o serviço a título de teste.

  • Avant

    O que faz: Concede empréstimos pessoais

    Fundadores: Al Goldstein, John Sun, Paul Zhang

    Investidores notáveis: August Capital, Tiger Global Management, Peter Thiel

    Capital arrecadado: US$ 1,4 bilhão (US$ 334 milhões em participação societária), com avaliação atual de US$ 875 milhões

    Goldstein, que é o CEO, e dois antigos estagiários transformados em cofundadores aumentaram a receita em 971%, para US$ 75 milhões, em 2014 —
    e esperam triplicar o valor este ano. A empresa está se aproximando dos 200 mil clientes e pretende se expandir mais no exterior nos próximos meses.

  • Beepi

    O que faz: Mercado on-line de carros usados

    Fundadores: Ale Resnik e Owen Savir

    Investidores notáveis: Redpoint Ventures, Foundation Capital

    Capital arrecadado: US$ 79 milhões, com avaliação de US$ 200 milhões

    A Beepi é a resposta de Resnik a uma experiência de compra de carro usado que deixou o então aluno do MIT com um Jeep Liberty que pegava fogo e ele não podia devolver. A empresa saltou para uma receita projetada em US$ 50 milhões para este ano e ainda está acelerando. Opera em mais de 200 endereços em seis estados.

  • Blue Apron

    O que faz: Serviço de refeições por assinatura

    Fundadores: Matt Salzberg, Matthew Wadiak, Ilia Papas

    Investidores notáveis: Bessemer Venture Partners, First Round Capital

    Capital arrecadado: US$ 58 milhões, com avaliação de US$ 500 milhões, segundo divulgado

    Receber a caixa grande da Blue Apron na sua porta — com lustrosos cartões de receitas e ingredientes em porções dosadas com cuidado — significa que os jantares da semana já estão providenciados. A Blue Apron começou quando um jovem e um prodígio da tecnologia se uniram para enviar ingredientes frescos e receitas à casa das pessoas por um valor de assinatura acessível. Agora, enviam mais de 2 milhões de refeições por mês ao país inteiro.

  • Cyanogen

    O que faz: Sistema operacional móvel

    Fundadores: Kirt McMaster, Steve Kondik

    Investidores notáveis: Benchmark, Redpoint Ventures, Andreessen Horowitz, Tencent Holdings

    Capital arrecadado: US$ 110 milhões, com avaliação atual próxima a US$ 1 bilhão

    Os consumidores da China, Índia e América Latina comprarão smartphones com o Cyanogen, um sistema operacional móvel que está desafiando o Android, do Google, e o iOS, da Apple. Com 50 milhões de usuários até agora, os fundadores dizem que vão “dar um tiro na cabeça do Google”.

  • DataStax

    O que faz: Plataforma de base de dados

    Fundadores: Jonathan Ellis, Matt Pfeil

    Investidores notáveis: Sequoia Capital, Lightspeed Venture Partners, Kleiner Perkins Caufeld & Byers, Crosslink Capital, Scale Venture Partners, Meritech Capital Partners, DFJ Growth, Next World Capital

    Capital arrecadado: US$ 190 milhões, com avaliação superior a US$ 830 milhões

    A fornecedora da base de dados Apache Cassandra tem mais de 500 clientes que incluem a Safeway Target e o Netflix e para os quais a DataStax ajuda a manipular 10 milhões de transações por segundo. A DataStax trabalha com 30% das 100 maiores empresas do mundo e fechou parcerias com a Accenture, o Google e a Microsoft. “A Cassandra está reinventando a camada da base de dados”, diz o CEO, Billy Bosworth. “Temos a sensação de que estamos no lugar certo, na hora certa.” A DataStax tem uma receita projetada entre US$ 50 milhões e US$ 100 milhões.

  • Deliveroo

    O que faz: Delivery de comida de restaurante

    Fundadores: Greg Orlowski, Will Shu

    Investidores notáveis: Index Ventures, Hoxton Ventures, Accel Partners

    Capital arrecadado: US$ 30 milhões, com avaliação de mais de US$ 100 milhões, segundo divulgado

    Quando Shu se mudou de Nova York para Londres, ficou espantado com falta de opções de delivery de comida. Agora, seu serviço de delivery completo tem quase 100.000 clientes, e a receita cresceu dez vezes de um ano para cá. Às vezes, ele próprio faz entregas montado em uma bicicleta elétrica.

  • Docker

    O que faz: Plataforma aberta para desenvolver e rodar aplicativos

    Fundador: Solomon Hykes

    Investidores notáveis: Y Combinator, AME Cloud Ventures, Lowercase Capital, Benchmark, Greylock Partners, Insight Venture Partners, Trinity Ventures, Sequoia Capital

    Capital arrecadado: US$ 55 milhões até agora, com avaliação de US$ 400 milhões, segundo divulgado

    Com sua maneira de aumentar muitíssimo a eficiência de servidores, a Docker decolou nos dois últimos anos, desde que o fundador, Hykes, abriu sua plataforma para quem quiser desenvolver e implantar aplicativos usando “recipientes” de código. Menos de US$ 10 milhões de receita, mas mais de 300 milhões de downloads.

  • DoorDash

    O que faz: Delivery de comida de restaurante

    Fundadores: Andy Fang, Stanley Tang, Tony Xu, Evan Charles

    Investidores notáveis: Pejman Mar Ventures, CRV, Khosla Ventures, Kleiner Perkins Caufeld & Byers, Sequoia Capital, Y Combinator

    Capital arrecadado: US$ 60 milhões, com avaliação de quase US$ 600 milhões, segundo divulgado

    Fundada por quatro alunos de Stanford, a DoorDash passou 18 meses desenvolvendo seu serviço de delivery no Vale do Silício antes de entrar no concorrido mercado de São Francisco. Agora, você pode usá-la para pedir comida em Boston, Brooklyn, Chicago, Los Angeles e Washington.

  • Grand Rounds

    O que faz: Estabelece contatos entre pacientes e especialistas da área médica

    Fundadores: Owen Tripp, Rusty Hofmann

    Investidores notáveis: Greylock Partners, Venrock, Harrison Metal. Capital arrecadado: US$ 51 milhões

    Para os funcionários de clientes como Costco, Target, Comcast e Jamba Juice, a Grand Rounds dá acesso a uma rede de recomendação de médicos com 30 mil profissionais. Fechou mais de US$ 40 milhões em contratos no ano passado e passou de um espaço de trabalho compartilhado para um escritório de 3 mil metros quadrados em São Francisco em menos de dois anos.

  • Kreditech

    O que faz: Serviços bancários digitais para os “sem banco”

    Fundadores: Sebastian Diemer, Alexander Graubner-Müller

    Investidores notáveis: HPE Growth Capital, Blumberg Capital, Point Nine Capital, Kreos Capital, Global Founders Capital

    Capital arrecadado: US$ 269,5 milhões, com avaliação atual de US$ 159 milhões.

    Empresta dinheiro em segundos com base em análise das atividades on-line do tomador do empréstimo. Já conta com 2 milhões de clientes.

  • Lithium Technologies

    O que faz: Software de gestão de clientes sociais

    Fundadores: Lyle Fong, Kirk Yokomizo, Dennis Fong, Nader Alizadeh

    Investidores notáveis: Emergence Capital, Shasta Ventures, Benchmark Capital, New Enterprise Associates, DAG Ventures, Tenaya

    Capital arrecadado: US$ 243,7 milhões

    Ajudou mais de 400 marcas, como Best Buy, AT&T e Sony, a desenvolver relacionamentos com seus clientes pelas redes sociais. Com mais de 300 funcionários, a Lithium está a caminho de obter uma receita superior a US$ 100 milhões neste ano.

  • Mixpanel

    O que faz: Software de análise

    Fundadores: Suhail Doshi, Tim Trefren

    Investidores notáveis: Y Combinator, Sequoia Capital, Andreessen Horowitz, Keith Rabois, Max Levchin

    Capital arrecadado: US$ 77 milhões, com avaliação de US$ 865 milhões.

    Mais de 3.000 empresas estão usando a plataforma de análise da Mixpanel para estudar o comportamento de seus clientes, especialmente nas telas dos aparelhos móveis. O serviço analisa mais de 30 bilhões de ações por mês, gerando uma receita anual na casa das dezenas de milhões de dólares.

  • Orchard Platform

    O que faz: Plataforma de análise para empréstimos entre pares

    Fundadores: Matt Burton, Jonathan Kelfer, Angela Ceresnie, David Snitkof

    Investidores notáveis: Spark Capital, Canaan Partners, QED Investors

    Capital arrecadado: US$ 14,7 milhões, com avaliação de US$ 50 milhões

    A Orchard ajuda muitos investidores institucionais importantes a tirar proveito do crescente campo dos empréstimos entre pares, ajudando-os a avaliar os riscos de crédito em plataformas como a Lending Club e a Prosper, que estão descobrindo novas maneiras de oferecer crédito. Entre 2013 e 2014, a Orchard gerou uma receita entre US$ 500 mil e US$ 1 milhão.

  • Raise

    O que faz: Mercado de cartões de presente não utilizados

    Fundadores: George Bousis, Bradley Wasz

    Investidores notáveis: Bessemer Venture Partners, New Enterprise Associates, Accel Partners

    Capital arrecadado: US$ 87 milhões, com avaliação calculada em US$ 500 milhões

    Os fundadores, Bousis e Wasz, começaram a trabalhar em um site de poupança em 2011. Em 2013, deram uma guinada, constituindo a Raise para focar no setor de cartões de presente dos Estados Unidos, que eles dizem ser um mercado de US$ 400 bilhões e no qual 20% dos dólares dos cartões não são gastos. Desde o lançamento, a Raise cresceu a ponto de ter hoje 160 funcionários e fechou uma rodada de investimentos de US$ 62 milhões em janeiro. Tem mais de 1 milhão de clientes que compram e vendem cartões de presente por meio de seus smartphones, sendo que o vendedor paga uma comissão de 15% à Raise. Atingiu uma receita de US$ 100 milhões apenas 14 meses depois de ser fundada, em fevereiro de 2013.

  • Redfin

    O que faz: Mercado de imóveis on-line

    Fundador: David Eraker

    Investidores notáveis: Madrona Ventures, Vulcan Capital, Draper Fisher Jurvetson, Greylock Partners, Globespan Capital Partners, Tiger Global

    Capital arrecadado: US$ 166 milhões, com avaliação calculada em US$ 500 milhões

    A Redfin diz que a receita do ano passado ficou bem acima dos US$ 100 milhões. Até agora, a empresa fechou mais de US$ 20 bilhões em vendas de casas.

  • SimpliVity

    O que faz: Vende hardware de data center, agregando componentes que em geral são vendidos separadamente

    Fundador: Doron Kempel

    Investidores notáveis: Accel Partners, CRV, Kleiner Perkins Caufeld & Byers, Meritech Capital Partners, Draper Fisher Jurvetson

    Capital arrecadado: US$ 276 milhões, com avaliação de mais de US$ 1 bilhão.

    Esta tecnologia permite que as empresas reduzam seu número de servidores. Em 2014, a SimpliVity tinha mais de 300 clientes e terminou o ano com projeção de mais de US$ 100 milhões em receita.

  • Skyhigh Networks

    O que faz: Segurança na nuvem

    Fundadores: Rajiv Gupta, Sekhar Sarukkai, Kaushik Narayan

    Investidores notáveis: Sequoia Capital, Greylock Partners, Salesforce Ventures

    Capital arrecadado: US$ 66,5 milhões

    A execução de tarefas de segurança na nuvem para clientes como Cisco Systems, HP e DirecTV gerou uma receita calculada em US$ 25 milhões para a Skyhigh em 2014. Mas a empresa está buscando mais capital para crescer. Gupta, o CEO, que já teve duas startups de sucesso e detém 45 patentes, pretende contratar mais 150 funcionários este ano.

  • Social Finance (SoFi)

    O que faz: Hipotecas e refinanciamento de empréstimos estudantis

    Fundadores: Mike Cagney, Daniel Macklin, James Finnigan, Ian Brady

    Investidores notáveis: Baseline Ventures, DCM, Institutional Venture Partners

    Capital arrecadado: US$ 414 milhões, com avaliação atual de US$ 1,3 bilhão

    A caminho de uma IPO, a ser realizada ainda este ano, a SoFi deve quadruplicar o US$ 1,3 bilhão em empréstimos concedidos no ano passado, valor que gerou uma receita calculada em US$ 40 milhões. Cagney, que é o CEO, espera contratar este ano outros 150 funcionários.

  • Teespring

    O que faz: Plataforma de comércio eletrônico

    Fundadores: Walker Williams, Evan Stites-Clayton

    Investidores notáveis: Y Combinator, Andreessen Horowitz, Khosla Ventures

    Capital arrecadado: US$ 55 milhões

    Criada em 2011 por dois ex-alunos da Universidade Brown, a plataforma da Teespring ajuda os empreendedores a criar e vender camisetas e, recentemente, outros produtos, como agasalhos de moletom. Vendeu 6 milhões de camisetas no ano passado, ajudando centenas de vendedores da plataforma a faturar valores na casa dos seis dígitos. A FORBES calcula que a receita da empresa pode chegar a US$ 200 milhões este ano. Ela foi fundada por Williams e Stites-Clayton porque eles queriam vender camisetas para ajudar um bar local que corria perigo de fechar. Uma nova fábrica no Kentucky terá capacidade para produzir 100.000 unidades por dia, quatro vezes a capacidade atual da empresa. Na sequência, segundo o CEO Williams, virão itens como chapéus, camisas polo, pôsteres e adesivos para notebooks, sendo que cada produto poderá ter sua própria fábrica quando provar que tem mercado. “Daqui a um ano”, explica Walker, “deveremos ser conhecidos mais como uma plataforma empresarial do que como um site de camisetas”.

  • Thumbtack

    O que faz: Mercado de serviços

    Fundadores: Marco Zappacosta, Jonathan Swanson, Sander Daniels

    Investidores notáveis: Google Capital, Sequoia Capital, Tiger Global

    Capital arrecadado: US$ 150 milhões investidos

    Está precisando de um pintor? E de um DJ? Aberta seis anos atrás na casa do irmão mais velho de Zappacosta, que é o CEO, a Thumbtack conecta clientes a mais de 150.000 prestadores de serviços em 700 categorias, recebendo uma comissão cada vez que os profissionais dão uma cotação. Mais de 5 milhões de projetos por ano são realizados pelo site, gerando negócios calculados em US$ 2 bilhões. Zappacosta testou o serviço vendendo lições de culinária italiana.

  • Viptela

    O que faz: Arquitetura de redes

    Fundadores: Amir Khan, Khalid Raza

    Investidor notável: Sequoia Capital

    Capital arrecadado: US$ 33,5 milhões, com avaliação superior a US$ 500 milhões.

    Afirma estar a caminho de gerar uma receita entre US$ 75 milhões e US$ 100 milhões no ano que vem. Mais de dez grandes corporações adotaram o software da Viptela para a administração e segurança de múltiplas redes. Três das dez maiores empresas mundiais de telecomunicações adotaram um modelo de serviços da Viptela.

  • Wish

    O que faz: Plataforma de vendas móveis

    Fundadores: Danny Zhang, Peter Szulczewski

    Investidores notáveis: GGV, Founders Fund, Formation 8, Felicis Ventures

    Capital arrecadado: US$ 78,7 milhões

    Szulczewski, que é o CEO e já foi engenheiro de software do Google, viu sua base de usuários registrados — clientes em busca produtos baratos — avolumar-se e ultrapassar os 100 milhões em março (partindo de 30 milhões um ano atrás). O número de funcionários também vem crescendo, e a operação com 450 pessoas pode chegar a mil até o fim do ano. A plataforma é usada por vendedores do eBay, do Programa de Terceiros da Amazon e do Alibaba.

  • Zenefits

    O que faz: Vende seguro saúde e oferece software de RH a pequenas empresas

    Fundadores: Parker Conrad, Laks Srini

    Investidores notáveis: Y Combinator, Venrock, Andreessen Horowitz, General Catalyst Partners, Institutional Venture Partners

    Capital arrecadado: US$ 84 milhões, com avaliação atual de US$ 500 milhões

    A Zenefits disparou em 2013, obtendo a adesão de mais de 10.000 empresas em 47 estados em seus primeiros 18 meses de operação. Declarada ilegal em Utah no ano passado por fornecer software gratuito em violação das leis de abatimentos e indução do estado (há recurso em andamento), a empresa encontrou tempo para contratar um novo COO, o fundador do Yammer e ex-executivo do PayPal David Sacks. Conrad, o CEO, diz que pode atingir uma projeção de receita de US$ 100 milhões até o fim do ano.

Affirmed Networks

O que faz: Desenvolve softwares para a operação de redes de comunicações móveis

Fundador: Hassan Ahmed

Investidores notáveis: CRV, Matrix Partners, Lightspeed Venture Partners, Bessemer Venture Partners

Capital arrecadado: US$ 163 milhões

Uma das empresas contratadas para digitalizar as redes de comunicações móveis da AT&T, bem como as da LG Uplus, ElephantTalk e Transatel, ela gerou, segundo estimativas, uma receita de US$ 20 milhões no ano passado. Tem outros 40 clientes usando o serviço a título de teste.

Comentários
Topo