Listas

50 marcas mais relevantes do mundo

O que verdadeiramente define uma boa marca nos dias de hoje? Seu logotipo, slogan, apoio? A popularidade, a qualidade de seu produto? A fidelidade do cliente? É claro que cada um destes fatores contribui para a construção de um império, mas a experiência também é um detalhe e tanto.

VEJA TAMBÉM: 25 melhores empresas para trabalhar nos EUA em 2016

Hoje, para competir, portanto, é preciso ter relevância. No entanto, muitos executivos não vivenciam suas marcas da mesma forma como seus clientes fazem. É por isso que, mais do que nunca, agora é a uma hora fundamental para que executivos, estrategistas ou qualquer outro tomador de decisão conversem com as pessoas que querem engajar ou inspirar.

Prophet, uma companhia especializada em estratégia de marcas, design e marketing, consultou cerca de 10 mil clientes a respeito de 400 marcas e 27 indústrias e desenvolveu o primeiro ranking de grandes nomes baseando-se na opinião dos próprios consumidores. O relatório contém os 50 principais nomes e ainda lista os principais motivos que fazem clientes amar, ou não, certas companhias.

SAIBA MAIS: 10 marcas mais poderosas do mundo em 2016

As principais marcas têm o compromisso de não faltar com as necessidades de seus clientes, assim como com as tendências do mercado. Elas têm disciplina para executar e desenvolver ideias. Além disso, estão sempre facilitando a vida de seus clientes, criam conexões emocionais com seus consumidores e estão continuamente a procura de novas e criativas maneiras para enfrentar o mercado e diferenciar suas abordagens.

Alguns dos principais quesitos levados em conta foram:

A obsessão pelos produtos e a importância que eles têm no dia a dia do consumidor.

A praticidade que eles proporcionam e a facilidade que seus usuários encontraram no seu uso.

A inovação que é investida e oferecida a seus adeptos e consumidores.

O relacionamento que criam e desenvolvem com os seus consumidores. Isso inclui, principalmente, confiança.

De acordo com a Prophet, a Apple ocupa o topo do ranking das marcas mais relevantes aos consumidores e cumpre com quase todos os princípios que satisfaz seus clientes. Samsung e Microsoft também marcam presença no topo da lista, Samsung apenas obteve vantagem no quesito inovação.

Alguns fatores surpreendentes

Com sua enorme pesquisa, a Prophet descobriu que a grande maioria dos clientes já têm em sua mente quesitos como relevância ou engajamento das marcas que gostam. Mas descobriu também elementos surpreendentes: empresas-monstros da tecnologia, como Google, Snapchat e Facebook não estão classificadas entre as marcas mais relevantes porque receberam notas baixíssimas quanto a confiança que seus usuários depositam nelas. Há uma enorme preocupação sobre a privacidade e a segurança dos dados.

Ainda sobre confiança, é difícil entender o porquê de algumas marcas ainda relutarem na relação com seus clientes. Em suas relações afetivas, você não costuma continuar com alguém que um dia quebrou sua confiança – e não é diferente com as marcas. A confiança é, em qualquer circunstância, uma moeda mais válida do que todas as outras.

A marca norte-americana de café Folgers superou o Starbucks por conta da confiança. Durante o estudo, sobre ela, Prophet recebeu comentários como “é uma marca que eu não consigo nem me imaginar vivendo sem”. Isso nos permite imaginar o quão fiel é seu público consumidor, principalmente, aqueles que não tem aquele dinheirinho sobrando para consumir os produtos do Starbucks.

Marcas mais tradicionais, como Betty Crocker, Band-Aid e Clorox ficaram dentre os top 25 e, ainda por cima, bateram nomes da moda, como Dove, Under Armour e YouTube. Constatou-se que consumidores enxergam nelas produtos confiáveis e pragmáticos – duas qualidades essenciais para suas boas colocações no ranking.

A relevância das marcas não foi feita às cegas, mas sim, intencionalmente. As marcas mais fortes são aquelas implacavelmente importantes e que fazem diferença da vida dos consumidores.

  • 1º) Apple

    Segmento: tecnologia

  • 2º) Samsung

    Segmento: tecnologia

  • 3º) Microsoft

    Segmento: tecnologia

  • 4º) Netflix

    Segmento: entretenimento

  • 5º) Nike

    Segmento: roupas esportivas

  • 6º) Chick-fil-A

    Segmento: alimentos

  • 7º) Amazon

    Segmento: e-commerce

  • 8º) Spotify

    Segmento: música

  • 9º) LEGO

    Segmento: brinquedos

  • 10º) Sephora

    Segmento: cosméticos

  • 11º) Pixar

    Segmento: entretenimento

  • 12º) MAC

    Segmento: cosméticos

  • 13º) Toyota

    Segmento: automóveis

  • 14º) COSTCO

    Segmento: varejo

  • 15º) Paypal

    Segmento: pagamento digital

  • 16º) Betty Crocker

    Segmento: alimentos

  • 17º) VISA

    Segmento: serviços financeiros

  • 18º) Band-Aid

    Segmento: curativos

  • 19º) Pandora

    Segmento: acessórios

  • 20º) Clorox

    Segmento: produtos de limpeza

  • 21º) Ben & Jerry’s

    Segmento: alimentos

  • 22º) Target

    Segmento: varejo

  • 23º) Kitchen-Aid

    Segmento: utensílios de cozinha

  • 24º) Disney

    Segmento: entretenimento

  • 25º) Folgers

    Segmento: alimentos

  • 26º) Hershey’s

    Segmento: alimentos

  • 27º) Intel

    Segmento: tecnologia

  • 28º) Adidas

    Segmento: roupas esportivas

  • 29º) Honda

    Segmento: automóveis

  • 30º) Cheerios

    Segmento: alimentos

  • 31º) Keurig

    Segmento: utensílios de cozinha

  • 32º) Tide

    Segmento: produtos de limpeza

  • 33º) PlayStation

    Segmento: tecnologia

  • 34º) LG

    Segmento: tecnologia

  • 35º) Old Spice

    Segmento: cosmético

  • 36º) XBOX

    Segmento: tecnologia

  • 37º) The North Face

    Segmento: roupas esportivas

  • 38º) Under Armour

    Segmento: roupas esportivas

  • 39º) Victoria’s Secret

    Segmento: varejo feminino

  • 40º) EA Games

    Segmento: entretenimento

  • 41º) AXE

    Segmento: cosméticos

  • 42º) Starbucks

    Segmento: alimentos

  • 43º) YouTube

    Segmento: entretenimento

  • 44º) Etsy

    Segmento: e-commerce

  • 45º) Nissan

    Segmento: automóveis

  • 46º) Dove

    Segmento: cosméticos

  • 47º) Tupperware

    Segmento: utensílios de cozinha

  • 48º) Crest

    Segmento: cosméticos

  • 49º) HP

    Segmento: tecnologia

  • 50º) Ford

    Segmento: automóveis

1º) Apple

Segmento: tecnologia

Comentários
Topo