Listas

12 empresas com melhor reputação dos EUA

A Amazon, varejista online, ocupa o primeiro lugar no ranking das companhias norte-americanas com melhor reputação de 2016. A empresa, que ficou no topo da lista pelo terceiro ano consecutivo, conquista cada vez mais os consumidores devido ao compromisso com desempenho, inovação e prestação de serviços de altíssima qualidade.

A lista foi baseada de acordo com os dados do conceituado Reputation Institute (RI), consultoria de gestão e reputação de companhias desde 1997. A RI sempre ofereceu aos clientes corporativos percepções de como eles podem melhorar a reputação e o desempenho junto aos clientes de vários mercados. Ao reunir em um ranking as empresas mais bem conceituadas, a consultoria distribuiu a cada uma delas uma pontuação, que determina e leva em conta a opinião que o público tem sobre as companhias em sete categorias, são elas: produtos e serviços, inovação, local de trabalho, liderança, cidadania, desempenho e reputação.

VEJA TAMBÉM: American dream: 25 bilionários estrangeiros que fizeram fortuna nos EUA

Uma outra companhia que surpreendeu e ocupou um dos lugares no topo das empresas norte-americanas mais respeitáveis foi a Samsung, que, no ano anterior, não esteve nem entre as 10 primeiras da lista. A inovação do novo Galaxy talvez tenha sido a responsável por esse grande salto. Mas dois grandes nomes que poderiam estar no ranking, mas não estão são Chipotle e Apple. Chipotle, a rede de restaurantes mexicanos, perdeu pontos de 2015 para 2016. O motivo? A falta de recomendação de seus clientes.

Já a Apple, apesar de sempre estar entre as 100 empresas mais conceituadas do mundo, perdeu um pouco de credibilidade em seus produtos, segundo a pontuação. De acordo com a pesquisa, 41% de seus clientes não tem certeza sobre o seu local de trabalho, 24% não tem certeza sobre a sua liderança e 33% não tem certeza de sua cidadania. Falta a Apple, agora, introduzir uma comunicação melhor com seus consumidores e esclarecer todas as dúvidas para retornar ao ranking no próximo ano.

E MAIS: Melhores empregadores norte-americanos de 2016

Mas, na realidade, por que a reputação importa? Ela faz os olhos dos consumidores. Sem ela, não há recomendação de produtos, por exemplo. A reputação é espelho direto do número de compras e vendas que uma companhia faz. De acordo com a RI, nos EUA, um ganho de 5 pontos já pode levar a um aumento de 6% da probabilidade de um consumidor recomendar sua empresa. As companhias com uma pontuação maior ou igual a 80 são 84% mais propensos a terem seus serviços recomendados. Já as entre 70 e 79 pontos, apenas de 49%.

Veja o ranking completo na galeria abaixo:

  • 11˚) Fruit of the Loom
    Pontuação: 80.4 (empatado)
    Segmento: vestuário

  • 11˚) Campbells Soup

    Pontuação: 80.4 (empatado)
    Segmento: alimentício

  • 10˚) Walt Disney Company

    Pontuação: 81.0
    Segmento: entretenimento

  • 9˚) Netflix

    Pontuação: 81.1
    Segmento: entretenimento

  • 8˚) Intel

    Pontuação: 81.3
    Segmento: tecnologia

  • 7˚) Rolex

    Pontuação: 81.4
    Segmento: relógios e acessórios

  • 6˚) Johnson & Johnson

    Pontuação: 81.8
    Segmento: higiene e cosméticos

  • 5˚) Sony

    Pontuação: 82.6
    Segmento: tecnologia

  • 4˚) Kellogg Company

    Pontuação: 83.7
    Segmento: alimentício

  • 3˚) Samsung

    Pontuação: 84.4
    Segmento: tecnologia

  • 2˚) Hallmark

    Pontuação: 85.1
    Segmento: papelaria

  • 1˚) Amazon

    Pontuação: 85.4
    Segmento: loja online

11˚) Fruit of the Loom
Pontuação: 80.4 (empatado)
Segmento: vestuário

Comentários
Topo