Listas

25 nomes mais poderosos de Wall Street

De operação bancária para aquisições, trocas comerciais de aquisições de empresas, esses 25 financiadores dominam o mundo do dinheiro. Eles são gestores de fundos de hedge (fundos de cobertura), magnatas de private equity e credores que controlam o fluxo de milhões de dólares na economia global, que juntos, influenciam na vida de todos nós. Para fazer a lista, Forbes julgou os candidatos de Wall Street em 4 fatores: patrimônio liquido, influência em mercados, ativos em gestão e dados de 3 anos passados.

VEJA MAIS:Quanto 50 dos maiores bilionários do mundo possuem em reais

Veja na galeria de fotos os mais ricos de Wall Street:

  • 1. Steve Schwarzman, Blackstone Group

    Ele é o chefe da maior firma de Private Equity do mundo. Só na Índia, o grupo Blackstone tem mais de 1,3 milhão de m² na soma de todos os seus escritórios.

  • 2. David Tepper, Appaloosa Management

    Apesar de muitos fundos de investimento terem perdido dinheiro, em 2015, Tepper conseguiu crescer e provar que possui a habilidade para lidar com cenários desfavoráveis.

  • 3. Jamie Dimon, JPMorgan Chase

    O JPMorgan Chase, maior banco da América, movimenta US$ 5 trilhões por dia. Atualmente, Dimon criticou algumas políticas, como o código fiscal antigo, que ele diz ser o maior criador de riscos no balanço da instituição.

  • 4. Warren Buffett, Berkshire Hathaway

    É o principal acionista e diretor da Berkshire Hathaway, empresa com subsidiarias em diversas áreas. Ele também é megainvestidor e sócio da 3G Capital, do brasileiro Jorge Paulo Lemann.

  • 5. Laurence Fink, BlackRock

    A BlackRock é uma empresa multinacional de controle de investimentos. Uma das grandes preocupações de Fink é com as dificuldades impostas por bancos centrais neste setor.

  • 6. Ken Griffin, Citadel
    O dono do fundo de investimento Citadel acredita que a estrutura e as pessoas que trabalham em uma empresa influenciam diretamente no sucesso dela. Ele também elogia a proatividade e a audácia de seus funcionários em correr riscos.

  • 7. Jeffrey Gundlach, DoubleLine Capital

    O fundador da firma de investimentos declarou recentemente: “Há tempos em que a preservação de capital é uma boa ideia. Eu acho que agora é um momento para isso”.

  • 8. Carl Icahn, Icahn Enterprises

    O especialista em aquisições de controle acionário está movimentando ações no setor fiscal dos Estados Unidos. Atualmente, ele crítica a baixa política de incentivos fiscais dos país.

  • 9. Lloyd Blankfein, Goldman Sachs

    Recentemente, o banco Goldman Sachs está deslanchando no Vale do Silício, com o objetivo de cortar custos e cobrir novos mercados. Aquisições recentes incluem a Symphony, plataforma de comunicação.

  • 10. George Soros, Soros Fund Management

    Com 85 anos, Soros ainda comanda seu fundo. No ano de 2016, ele especulou que a China está entrando na próxima crise financeira global por depender muito dos consumidores, assim como acontecia com os norte-americanos antes da bolha de 2008.

  • 11. Ray Dalio, Bridgewater Associates

    O fundador do maior fundo de investimento do mundo diz não enxergar motivos, no cenário atual, para que haja uma crise econômica no mesmo estilo da de 2008.

  • 12. Abigail Johnson, Fidelity Investments
    É presidente do fundo de investimentos Fidelity, fundando por sua família, que fornece serviços a clientes particulares, como seguros de vida e riqueza de gestão.

  • 13. Jorge Paulo Lemann, 3G Capital

    O homem mais rico do Brasil tem feito grandes aquisições na Restaurant Brands International, que possuí o Burger King, Tim Horton e a Heinz, empresa em que ele é sócio de Warren Buffet.

  • 14. John Stumpf, Wells Fargo

    O banco Wells Fargo tem o maior mercado de capitais dos EUA. O melhor conselho de Stumpf é: “Há uma diferença entre conhecimento e inteligência. E a única forma de ser sábio, é cometendo erros”.

  • 15. John Grayken, Lone Star Funds

    Um dos maiores investidores de títulos falidos, principalmente do mercado imobiliário, Grayken acredita que comprá-los mais baratos e vendê-los o mais rápido possível é uma boa estratégia.

  • 16. Steve Cohen, Point72 Asset Management

    Cohen fez sua fortuna investindo na bolsa. Atualmente, a empresa dele apenas gerencia o patrimônio pessoal do investidor.

  • 17. James Simons, Renaissance Technlogies

    Apesar de estar aposentado do seu próprio fundo de investimento, Simons é uma referência quando se trata de descobrir padrões do mercado financeiro. Em um TED, ele declarou: “Você está procurando anomalias – qualquer coisa diferente pode ser insignificante, mas se você tiver dados, isso pode revelar algo”.

  • 18. Leon Black, Apollo Global Management
    Dono da firma de Private Equity, Black comprou, recentemente, de volta cerca de US$ 250 milhões de suas ações.

  • 19. James Gorman, Morgan Stanley

    Gorman conseguiu reerguer o Morgan Stanley depois de um período crítico durante a crise nos Estados Unidos. O próprio declarou: “Nós viemos de um período frágil, nos curamos e estabilizamos. Agora estamos andando rumo a um período de crescimento.”

  • 20. Jonathan Gray, Blackstone Group

    O controlador da maior firma de investimentos do mercado imobiliário prefere olhar a economia norte-americana atual por um lado positivo, contrariando especulações de que ela está acabada.

  • 21. John Elkann, Exor S.p.A

    Herdeiro da família Agnelli, Elkann conseguiu transformar os negócios familiares em uma holding de empresas dos mais variados setores. A Fiat Chrysler e a Juventus, time de futebol italiano, estão entre elas.

  • 22. Mary Erdoes, J.P. Morgan Asset Management

    A chefe de gestão de fundos acredita que o período que a economia atravessa atualmente é, provavelmente, similar ao dos anos de 1960-1970, quando não se tem retorno por um longo período de tempo.

  • 23. Henry Kravis, KKR

    O grande foco dele é nos consumidores. O próprio Kravis observou que: “Os consumidores estão gastando seu dinheiro de forma diferente do passado, pois eles preferem comprar experiências do que coisas.”

  • 24. Andreas Halvorsen, Viking Global Investors

    Halvorsen tem o dom de achar formas de investimento que geram bons retornos. Suas grandes apostas na Broadcom e na Amazon são exemplos disso.

  • 25. Howard Marks, Oaktree Capital

    Em 1995, a companhia dele tinha US$ 5 bilhões. Atualmente, já chega a quase US$ 100 bilhões. Marks aconselha: “Escolha seus clientes e parceiros com muito cuidado”.

  • 38. Joseph Safra, Safra Group

    O banqueiro está na 38ª posição entre os 40 maiores nomes de Wall Street. Atualmente, Safra atravessa um período de incerteza devido às acusações de corrução que vem sofrendo. Em resposta, o grupo declara que não há nada de incorreto em seus negócios.

1. Steve Schwarzman, Blackstone Group

Ele é o chefe da maior firma de Private Equity do mundo. Só na Índia, o grupo Blackstone tem mais de 1,3 milhão de m² na soma de todos os seus escritórios.

Comentários
Topo