Listas

25 mulheres mais poderosas do mundo em 2016

A chanceler alemã Angela Merkel é a mulher mais poderosa do planeta pelo sexto ano consecutivo. Ela já ocupou esta posição dez vezes desde que assumiu o comando da quinta maior economia do planeta, em 2005. Hoje, Merkel comanda um país com um PIB de US$ 3,3 trilhões, parte considerável dos US$ 16,2 trilhões da União Europeia, e assumiu liderança no debate sobre os refugiados.

SAIBA MAIS: Dilma Rousseff está fora da lista das mulheres mais poderosas do mundo em 2016

Na lista deste ano, há 11 chefes de estado, uma rainha e duas primeiras-damas. A presidente afastada Dilma Rousseff, pela primeira vez desde que foi eleita, em 2010, não está entre elas. Hillary Clinton, principal pré-candidata democrata à Casa Branca, segue Merkel pelo segundo ano seguido. Se ela ganhar a eleição no segundo semestre, é uma forte concorrente para o topo em 2017.

E MAIS: A ascensão e a queda de Dilma Rousseff, segundo as páginas de Forbes

Para chegar aos 100 nomes presentes na lista das mulheres mais poderosas do mundo, FORBES realiza uma compilação baseada em oito categorias: bilionárias, empreendedoras, celebridades, setor financeiro, mídia, filantropas, políticas e da área de tecnologia. Em seguida, quatro formas de avaliação são aplicadas: fortuna, presença e importância na mídia, esferas de influência e impacto.

Veja na galeria de fotos as 25 mulheres mais poderosas do mundo em 2016:

  • 1º) Angela Merkel

    Cargo: chanceler

    País: Alemanha

  • 2º) Hillary Clinton

    Cargo: pré-candidata democrata à presidência

    País: Estados Unidos

  • 3º) Janet Yellen

    Cargo: presidente da Reserva Federal (Fed)

    País: Estados Unidos

  • 4º) Melinda Gates

    Cargo: vice-presidente da Fundação Bill e Melinda Gates

    País: Estados Unidos

  • 5º) Mary Barra

    Cargo: CEO da General Motors

    País: Estados Unidos

  • 6º)Christina Lagarde

    Cargo: diretora do FMI

    País: França

  • 7º) Sheryl Sandberg

    Cargo: COO do Facebook

    País: Estados Unidos

  • 8º) Susan Wojcicki

    Cargo: CEO do YouTube

    País: Estados Unidos

  • 9º) Meg Whitman

    Cargo: CEO da HP

    País: Estados Unidos

  • 10º) Ana Patricia Botin

    Cargo:diretora do Banco Santander

    País: Espanha

  • 11º) Ginni Rometty

    Cargo: CEO da IBM

    País: Estados Unidos

  • 12º) Park Geun-Hye

    Cargo: presidente

    País: Coreia do Sul

  • 13º) Michelle Obama

    Cargo: Primeira dama

    País: Estados Unidos

  • 14º) Indra Nooyi

    Cargo: CEO da PepsiCo

    País: Estados Unidos

  • 15º) Angela Ahrendts

    Cargo: vice-presidente da Apple

    País: Estados Unidos

  • 16º) Abigail Johnson

    Cargo: CEO da Fidelity

    País: Estados Unidos

  • 17º) Tsai Ing-Wen

    Cargo: presidente

    País: Taiwan

  • 18º) Michelle Bachelet

    Cargo: presidente

    País: Chile

  • 19º) Frederica Mogherini

    Cargo: alta representante da União Europeia para Política Externa e Segurança

    País: Itália

  • 20º) Safra Catz

    Cargo: coCEO da Oracle

    País: Estados Unidos

  • 21º) Oprah Winfrey

    Cargo: apresentadora de televisão e magnata da mídia

    País: Estados Unidos

  • 22º) Helen Clark

    Cargo: ex-primeira ministra

    País: Nova Zelândia

  • 23º) Ruth Bader Ginsburg

    Cargo: juíza da Suprema Corte (empatada)

    País: Estados Unidos

  • 23º) Elena Kagan

    Cargo: juíza da Suprema Corte (empatada)

    País: Estados Unidos

  • 23º) Sonia Sotomayor

    Cargo: juíza da Suprema Corte (empatada)

    País: Estados Unidos

  • 24º) Marily Hewson

    Cargo: CEO da Lockheed Martin

    País: Estados Unidos

  • 25º) Arundhati Bhattacharya

    Cargo: presidente do Bank of India

    País: Índia

1º) Angela Merkel

Cargo: chanceler

País: Alemanha

Comentários
Topo