Fotos

10 filmes que todo profissional de finanças deve assistir

O mundo das finanças, em todas suas encarnações, é um ótimo material para comédias, dramas, filmes ingênuos ou catastróficos. Esses temas estão presentes em quase todos os filmes sobre o mundo das finanças norte-americano, produzidos por Hollywood nos últimos anos.

Enquanto a maioria dos filmes retrata profissionais financeiros por um ângulo um pouco depreciativo por meio das histórias de excessos, riscos e, claro, ganância, alguns filmes são obrigatório para qualquer um que queira ser ou já faça parte desse mundo.

LEIA MAIS: 6 lições de negócios para aprender com “Game of Thrones”

Esses filmes, selecionados pelo site “Investopedia”, são obrigatórios para qualquer profissional de finanças, mas mesmo se você não pensa em uma carreira nessa área, eles podem fornecer um pouco de visão sobre o mundo das finanças. No entanto, como diz o ditado, “a verdade é mais estranha que a ficção”, e como eventos como a recessão de 2008, a queda da Enron e o escândalo Madoff, a vida real pode ser muito mais inacreditável do que qualquer conto Hollywood pode criar.

LEIA MAIS: 10 filmes para entender o mundo dos negócios

Veja na galeria a seguir os 10 filmes obrigatórios para todo profissional do mundo das finanças:

  • Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme (Wall Street: Money Never Sleeps, 2010)

    A lista começa com a sequência desse clássico. O filme figura aqui apenas como um adendo às crônicas do personagem Gordon Gekko e uma aparição surpresa de outro aprendiz de Wall Street.

  • Os Selvagens de Wall Street (Barbarians at the Gates, 1993)

    Um filme esquecido de 1993, centrado na aquisição da RJR Nabisco. Enquanto o filme toma algumas liberdades criativas ao retratar esse evento, quem assisti-lo ficará chocado com a incompetência e a ganância do CEO da Nabisco, F. Ross Johnson.

  • Psicopata Americano (American Psycho, 2000)

    Em um thriller violento e instigante que se passa por trás dos eventos do mundo de Wall Street, Christian Bale retrata um investidor milionário com um segredo obscuro. Enquanto o filme fala bem pouco de finanças, a produção ajuda a mostrar um pouco da vida surreal da elite dos Estados Unidos e sua desconexão do mundo real.

  • O Sucesso A Qualquer Preço (Glengarry Glen Ross, 1992)

    Uma aclamada adaptação de uma peça de David Mamet, esse filme foca em um time de corretores de imóveis oprimidos cujos valores morais já se desgastaram há tempos depois de trabalhar por anos para uma empresa inescrupulosa. Esse filme explicita a ganância e as táticas usadas por vendedores e a pressão exercida pelos superiores em seus empregados.

  • A Fraude (Rogue Trader, 1999)

    Esse filme conta a história de Nick Leeson, comerciante que resolveu sozinho a inadimplência do Barings Bank, o segundo banco mais antigo do mundo. Uma estrela em ascensão em Cingapura, Leeson fez sucesso com rapidez, escondendo perdas enormes de seus superiores com contas falsas criadas meticulosamente. A história de Leeson se torna uma grande lição sobre administração de riscos.

  • Trocando as Bolas (Trading Places, 1983)

    Essa versão moderna de “O Príncipe e o Plebeu” tem ninguém mais que Eddie Murphy em seu elenco no papel de um artista que acaba sendo enganado e vira o gerente de uma empresa de commodities. A nostalgia dos anos 1980 e a ótima atuação dos atores principais torna o filme uma obra obrigatória de se ver.

  • O Lobo de Wall Street (The Wolf of Wall Street, 2013)

    Se você ainda não viu essa cinebiografia do Martin Scorcese sobre a ascensão e a queda do golpista Jordan Belfort, então você está perdendo uma das melhores performances das carreiras de Leonardo DiCaprio e de Jonah Hill. O “Lobo de Wall Street” é baseado em eventos da vida real.

  • O Primeiro Milhão (Boiler Room, 2000)

    “Boiler Room” acontece no nível mais baixo dos esquemas financeiros: o golpe “pump and dump” (inflar e largar, em português). “O Primeiro Milhão” é um trabalho de ficção, mas esse tipo de empresa é muito real, assim como a dor que seus golpes infligem às suas vítimas. “Boiler Room” serve como um aviso àqueles que querem começar a investir no mercado de ações. Lembre-se do lema: “se parece muito bom para ser verdade, provavelmente é.”

  • O Dia Antes do Fim (Margin Call, 2011)

    Talvez o filme mais preciso quando se trata do dia a dia no mercado financeiro, “O Dia Antes do Fim” transcorre durante 24 horas, em Wall Street. O filme não faz questão de esconder os riscos tomados pelos maiores bancos dos EUA que beiravam a crise financeira de 2008.

  • Wall Street, 1987

    O filme número um sobre finanças é o clássico de Oliver Stone que fez todos aqueles que sonhavam em cursar economia (ou que já cursavam) dizer: “Blue Horseshoe loves Anacott Steel”. Originalmente feito para mostrar o excesso e o hedonismo associado ao mundo das finanças, Wall Street ainda tem a força necessária para recrutar investidores, analistas e banqueiros quase 30 anos depois de seu lançamento.

Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme (Wall Street: Money Never Sleeps, 2010)

A lista começa com a sequência desse clássico. O filme figura aqui apenas como um adendo às crônicas do personagem Gordon Gekko e uma aparição surpresa de outro aprendiz de Wall Street.

Comentários
Topo