Listas

25 próximas startups bilionárias para 2017

Startups tornaram-se uma parte importante da economia dos Estados Unidos. As mais bem-sucedidas, como a Airbnb, a Uber e o Snapchat, mudaram o jeito como as pessoas vivem, viajam e se comunicam. A segunda lista anual de FORBES das próximas startups bilionárias reuniu 25 companhias dos Estados Unidos que estão transformando suas indústrias e mostrando resultados tangíveis. Elas já atraíram dezenas e até centenas de milhões em capital de investimento nessa explosão de crescimento.

LEIA MAIS: 10 startups com funcionários satisfeitos que estão com vagas abertas

A lista foi elaborada com a colaboração da TrueBridge Capital Partners, empresa norte-americana de gestão de investimentos. Para entrar na lista, a startup precisava mostrar à TrueBridge a sua receita, suas avaliações mais recentes, seus investidores, os dados dos seus consumidores e um esboço do seu modelo de negócio e da sua estratégia de crescimento.

RANKING GLOBAL: 70 maiores bilionários do mundo em 2016

Veja na galeria de fotos as 25 startups que devem se tornar bilionárias até 2017:

  • BitSight Technologies

    Essa empresa, situada em Cambridge, Massachusetts, usa algoritmos complexos para produzir uma classificação de segurança diária, que se assemelha à pontuação de crédito para a cibersegurança. Fundada em 2011, ela tem parceria com mais 450 companhias, incluindo a Ferrari, a Hess e a Lowe’s.

  • Boxed

    A companhia oferece entrega à domicílio de pacotes de maior porte, que o consumidor pode pedir via app ou online. Aberta inicialmente em Nova Jersey, em 2013, a companhia situada em Nova York aumentou sua receita mais de US$ 100 milhões neste ano, sendo que nos dois últimos anos esse valor era de US$ 8 milhões.

  • Checkr

    A Checkr vende verificações de segundo plano para empresas como a Uber, o Instacart e a Warby Parker. Com base em São Francisco, Califórnia, entrega seus resultados na forma de API (interface de programação de aplicativo) ou aplicando programas de interface, que conecta companhias que contratam sistemas de software. Fundada em 2014, ela já possui mais de 4.000 consumidores e 90 funcionários.

  • ClassPass

    A empresa permite que os clientes cadastrados se inscrevam, via app, ilimitadamente para aulas de pilates, ciclismo, aero yoga, pole dance, entre outras. Presente em 31 cidades dos Estados Unidos, e em outras 8 no Reino Unido, Canadá e Austrália, a plataforma já provou sua popularidade, com mais de 20 milhões de aulas agendadas.

  • Collective Health

    Situada em San Francisco, na Califórnia, a empresa tem três anos de idade e oferece aos seus clientes dados que o ajudam a otimizar seus planos de saúde. Eles também vendem um software e um sistema que ajuda o usuário a entender de modo mais claro os benefícios, fazendo a declaração de créditos de seguros fáceis e reembolsando pacientes em dias, em vez de semanas. Ele também rastreia os tratamentos mais recentes, como quimioterapias avançadas, o que significa que eles recebem menos reclamações do que as seguradoras convencionais.

  • Doppler Labs

    A Doppler Labs faz uma miniatura de computador para o seu ouvido, que pretende ser tão imponente como o iPhone. Seu novo dispositivo, Here One, que está em período de pré-venda por US$ 299, permite aos usuários terem informações (como comentários sobre jogos de beisebol, por exemplo), ajustar o volume (para dormir ou ouvir melhor) e aumentar a realidade auricular.

  • FreshDesk

    Fundada em Chenai, na Índia, há 6 anos, a companhia vende um software em nuvem de apoio aos consumidores, o que permite às companhias se conectar com seus clientes através de vários canais, incluindo e-mail, telefone, site, fóruns e redes sociais. Os consumidores fazem login em um painel da empresa, onde os bilhetes são criados para e-mails e pedidos de chat. A companhia também vende o Freshservice, que lida com o suporte interno para os consumidores de uma empresa.

  • Fuze

    Essa companhia, fundada em 2016, em Cambridge, Massachusetts, ajuda empresas a consolidarem sua comunicação, seja pela voz, por vídeos ou por mensagens na nuvem. Para as companhias, essa junção de método foi muito positiva.

  • Gigster

    A companhia oferece uma plataforma onde as companhias contratam freelancers altamente qualificados que desenvolvem softwares, atuam como designers e com projetos de gerenciamento. Situada em São Francisco, na Califórnia, e com dois anos de idade, a empresa recebe 25% das taxas. Seus clientes incluem a IBM e a MasterCard.

  • GoFundMe

    Esse é o maior e mais bem-sucedido site de crowdfunding do mundo. Situada na cidade de Redwood City, Califórnia, essa startup arrecada 5% de todo o dinheiro recebe pelo que a empresa chama de “causas pessoais”, depois da cobrança de taxa de 2,8% para aceitar cartão de crédito e US$ 0,30 por doação. Nos seus primeiros cinco anos, a empresa, que foi fundada em 2010, conseguiu um valor de US$ 1 bilhão de doações. O valor atual da companhia é de US$ 2 bilhões.

  • Guardant Health

    Essa empresa oferece testes de sangue para pacientes com câncer que querem evitar a dor e o risco de biópsias de tumores invasivos. O “líquido de biópsia” da companhia está no mercado desde 2004, e faz uso de fragmentos de DNA de tumores cancerígenos que estão presentes no sangue do paciente. O teste monitora a progressão da doença, detecta as mutações genéticas, e ainda sugere quais medicamentos devem ser usados no tratamento.

  • HotelTonight

    A empresa oferece agendamento de quartos de hotel de última hora via app ou website. A companhia foi fundada cinco anos atrás em São Francisco, na Califórnia, e foi criada com o intuito de fornecer às pessoas resultados de 15 opções, em vez de centenas de possibilidades. A companhia adiciona uma taxa de mais de 20% nos desconto que ela obtém em mais de 2.500 cidades diferentes nos Estados Unidos e na Europa.

  • InVision

    A empresa vende softwares que ajudam os designers a criarem protótipos para websites e apps que se pareçam com o produto real, sem precisar esperar por engenheiros para construírem uma tecnologia final. Seus clientes incluem a Airbnb, a Netflix, a Salesforce e o Twitter.

  • Mark43

    Essa empresa ajuda departamentos de polícia a se locomoverem com mais eficiência e efetividade com softwares e análises de dados. Embora não seja fácil acontecerem mudanças nos departamentos, a empresa já assinou com alguns deles e recentemente ganhou sua primeira licitação para fornecer para cinco departamentos em Los Angeles.

  • Opendoor

    Essa companhia oferece um novo jeito de comprar e vender casas. A cada ano, 5,5 milhões de norte-americanos vendem suas casas, lutando com o processo dos corretores imobiliários e abertura de casas, e a incerteza de quanto tempo o negócio vai demorar para ser fechado. Situada em São Francisco, a empresa pretende mudar esse cenário, usando tecnologias para conseguir preços melhores. O cliente poderá comprar o imóvel praticamente no local, e a Opendoor recebe uma taxa de 8% do valor.

  • Owlet Baby Care

    A empresa faz monitores de saúde de bebês. O aparelho monitora o bebê e a oximetria do pulso, uma medida usada em hospitais, para alertar os pais se a criança parar de respirar ou sofrer um aumento ou queda dos batimentos cardíacos. O aparelho cabe em uma meia de bebê e é vendido por US$ 250.

  • Procore Technologies

    Essa empresa vende softwares de gerenciamento de construções que ajudam os empreiteiros a monitorarem seus projetos, a partir de desenhos e livros de especificações, e também supervisionar subcontratantes, online ou pelo seu telefone. O produto permite a integração dos projetos com um software de agendamento e contabilidade. O ponto importante da marca é que os projetos têm menores chances de erros e melhor controle sobre os custos.

  • Rubicon Global

    Essa empresa liga caminhões de lixo independentes e recicladores com grandes companhias, como restaurantes e hotéis, usando a tecnologia para programar caminhões em horários específicos. O processo de licitação da empresa e o menor número de lixos nos aterros faz com que os custos dos clientes sejam reduzidos. Mais de 5.000 negócios, incluindo a Wegman e a 7-11, fecharam acordo com a startup.

  • Rubrik

    A empresa, situada no Palo Alto, na Califórnia, vende softwares que possibilitam que a companhias movam e guardem terabytes de informações dos centros de dados no local e na nuvem. A empresa guarda os dados do cliente, e se houver algum problema, a Rubrik pode recolher as informações alojadas instantaneamente.

  • Sumo Logic

    A empresa vende uma nuvem com serviço de análises que entrega resultados em tempo real. Situada em Redwood City, Califórnia, a companhia criada há 6 anos trabalha com empresas de múltiplas indústrias, incluindo a Airbnb, a Anheuser-Busch, o Twitter, entre outras.

  • Service Max

    A empresa automatiza a forma como os trabalhadores fazem serviços externos, como reparação em elevadores e reparações em plataformas petrolíferas. Os consumidores podem usar o software da empresa para localizar equipamentos e organizar cronogramas de uso. Ele também localiza onde eles estão no estoque e monitora problemas. Quando uma máquina precisa de ajustes ou manutenção, o software manda um alerta.

  • Sisense

    A empresa, fundada em 2005, vende inteligência de negócios e softwares de análises que ajudam as companhias a fazerem sentido fora das suas grandes quantidades de dados, que vão desde a fabricação de eficiência para números de inventário quanto de vendas com garantia e bons retornos. Seus clientes incluem a Toyota, a General Eletric, a Target, entre outras.

  • TalkDesk

    A empresa vende softwares de atendimento ao cliente baseado em assinaturas. Seu número de clientes foi de 500 para 1.200 em um ano. Seus clientes incluem Dropbox, Box, Shopify e Peet’s Coffee.

  • Tenable Network Security

    A empresa de Columbia, Maryland, faz softwares que permitem aos clientes das grandes companhias, incluindo NASDAQ, escanearem o seu computador para verificar se há falhas de segurança. Seus foco é no que eles chamam de “vulnerabilidades”, onde dispositivos como celulares, câmeras, computadores e tablets oferecem para hackers.

  • Yapstone

    A empresa oferece um serviço seguro de pagamento online para as férias e para aluguéis de apartamentos, com clientes como HomeAway e VRBO. Ainda não há muita competitividade nesse ramo, sendo o Pay Pal o principal concorrente.

BitSight Technologies

Essa empresa, situada em Cambridge, Massachusetts, usa algoritmos complexos para produzir uma classificação de segurança diária, que se assemelha à pontuação de crédito para a cibersegurança. Fundada em 2011, ela tem parceria com mais 450 companhias, incluindo a Ferrari, a Hess e a Lowe’s.

Comentários
Topo