Fotos

Como os maiores bilionários dos EUA fizeram sua fortuna

Na lista dos 400 mais ricos dos Estados Unidos de FORBES, 266 membros fizeram sua própria fortuna. O questionamento de como ele fizeram suas riquezas e qual a receita para o sucesso é uma dúvida recorrente. Para os iniciantes, uma saudável dose de garra e ambição são essenciais. Mas achar a indústria certa para fazer sua riqueza pode fazer uma diferença significativa.

Do total da FORBES 400, que lista as pessoas mais ricas dos Estados Unidos, 93 membros – um quarto do ranking –ganharam suas fortunas com finanças e investimentos, incluindo os fundos de hedge, empresas de private equity ou bancos. Eles controlam uma fortuna US$ 491 milhões, 20% do total de US$ 2,4 trilhões dos 400 maiores bilionários do país.

RANKING GLOBAL: 70 maiores bilionários do mundo em 2016

Talvez o mais famosos entre os mais ricos da área de finanças seja Warren Buffett, conhecido como Oráculo de Omaha. Buffett mostrou seu talento para o empreendedorismo quando ainda era jovem, ganhou dinheiro entregando jornais e vendendo bolas de golfe. Mas, sua verdadeira paixão sempre foi o mercado de ações. Depois de fazer faculdade de negócios, ele começou a olhar para empresas consistentes que estão com ações em baixa. Durante as últimas cinco décadas ele liderou a Berkshire Hathaway. A empresa, na sua época têxtil, faliu, e agora ela é um conglomerado de holdings que inclui algumas das maiores marcas, como a Benjamin Moore, American Express e a Coca-Cola.

Outros bilionários conhecido traçaram uma rota diferente na indústria em que fizeram fortuna. Por exemplo, Carl Icahn, um dos maiores investidores de Wall Street, inicialmente foi cursar medicina na New York University, nos Estados Unidos, antes de desistir do curso e conseguir um emprego como corretor na Dreyfus & Co. Nos dias atuais, a Icahn Enterprises tem uma capitalização de US$ 6,8 bilhões. Outros, como George Soros, um refugiado húngaro, focou em finanças desde o começo de sua carreira. Soros entrou na London School of Economics, na inglaterra, enquanto trabalhava como porteiro e vigilante. Depois da sua formação, ele mudou para Nova York e trabalhou em Wall Street, estabelecendo um fundo de hedge com US$ 12 milhões.

SAIBA MAIS: 50 marcas mais valiosas do mundo

Enquanto as finanças representam o maior número de bilionários no ranking, os fundadores de companhias de tecnologia e investidores criaram uma fortuna ainda maior, 55 integrantes da lista dos 400 mais ricos fizeram sua fortuna na indústria tecnológica, e a fortuna conjunta deles vale US$ 591 bilhões, 20% a mais do que as finanças e investimentos dos magnatas da lista. Alguns obtiveram ganhos impressionantes, como a Amazon e o Facebook. Jeff Bezos, CEO e fundador da Amazon, agora com US$ 67 bilhões, ganhou em 2016 US$ 20 bilhões a mais em relação ao ano passado.

No mundo da tecnologia, fazer boas conexões com pessoas é algo importante. Bill Gates deixou a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, no começo dos estudos, para desenvolver a Microsoft, que ele iniciou com seu amigo de infância Paul Allen, também membro da FORBES 400. O cofundador do Snapchat, Evan Spiegel, bilionário norte-americano mais novo da lista, encontrou o cofundador Bobby Murphy na Universidade de Stanford, na Califórnia, onde ele desenvolveu sua companhia de mensagens de foto e vídeo temporárias. O Snapchat mudou seu nome para Snap Inc. em setembro.

VEJA TAMBÉM: Como os bilionários ficam ricos: quais indústrias mais geram megafortunas

A indústria com o terceiro maior número de membros na lista FORBES 400 é a de comida e bebidas, com 42 bilionários. Enquanto muitos desse grupo já herdaram sua empresa, como os Cargills, da empresa de agronegócios Cargill Inc., muitos também fizeram sua fortuna por conta própria. Entre eles está Harry Stine, que cresceu em uma fazenda e desenvolveu um fascínio pela genética e pela reprodução das sementes. Stine, um gênio da matemática que foi diagnosticado com um nível baixo de autismo, liderou a operação de seu pai com sojas transgênicas e desenvolveu a Stine Seed, a maior companhia independente dos Estados Unidos. Sua fortuna é estimada em US$ 3,2 bilhões e ele está na posição 240º da lista.

Para alguns da lista, achar seu ramo certo não é algo tão fácil. Por exemplo, o bilionário Russ Weiner, filho do radialista conservador Michael Savage. Weiner trabalhou como consultor de viagens antes de trabalhar na Skyy Vodka. Ele não obteve sucesso na California State Assembly, em 1998, antes de criar a Rockstar Energy Drink em 2001. Agora sua fortuna vale US$ 4 bilhões e está na posição 142º na lista.

Veja na galeria de fotos as dez indústrias que mais geram bilionários:

  • Finanças e investimentos

    Bilionários: 93

  • Tecnologia

    Bilionários: 55

  • Comidas e bebidas

    Bilionários: 42

  • Imobiliária

    Bilionários: 33

  • Moda e varejo

    Bilionários: 32

  • Mídia e entretenimento

    Bilionários: 29

  • Energia

    Bilionários: 25

  • Esportes

    Bilionários: 19

  • Serviços

    Bilionários:18

  • Saúde

    Bilionários: 16

Finanças e investimentos

Bilionários: 93

Comentários
Topo